Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Encapuzados matam e arrancam a cabeça do filho de traficante

Luciano da Silva Barbosa foi morto juntamente com o padrasto no Amazonas

O Liberal

Conhecido como “L7”, Luciano da Silva Barbosa, filho do traficante José Roberto Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, foi morto por mais de 15 homens. Os assassinos degolaram a vítima e levaram a cabeça como “lembrança”. A polícia trabalha com a hipótese de que os executores integram o Comando Vermelho, facção rival do Comando do Norte, à qual “L7” fazia parte. As informações são de A Crítica.

VEJA MAIS

Suposto membro de facção criminosa morre em confronto com a Polícia em Castanhal
Ele vinha sendo procurando por suposto envolvimento em ataques contra agentes de segurança pública e tráfico de drogas na região

Parauapebas vive onda de brutalidade, com o achado de mais um corpo decapitado
Pelo menos quatro homens foram degolados, alguns, eviscerados, de janeiro para cá, no município do sudeste do Pará

Homem é morto e decapitado por facção criminosa
A vítima ainda teria sido torturada antes de morrer

A execução de Luciano da Silva Barbosa aconteceu na manhã desta quinta-feira (23), por volta das 4h30, na comunidade Santa Maria, em Anamã (AM), quando mais de 15 homens encapuzados invadiram a casa onde ele estava. Os assassinos mataram também o padrasto de Luciano, Silviney Oliveira Araújo, que estava no local.

No Boletim de Ocorrência (BO) consta que os executores ainda levaram a cabeça degolada de Luciano.

Tanto o pai, José Roberto Barbosa, quanto o filho são acusados de integrar facção criminosa e de ter cometido diversos homicídios.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL