Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Delegado da Polícia Federal morre em operação de combate a crimes ambientais

Suposto conflito entre agentes e madeireiros terminou com o policial baleado e morto

Fernando Assunção

O delegado da Polícia Federal (PF) Roberto Moreira da Silva Filho, de 35 anos, morreu, nessa sexta-feira (26), durante uma operação de combate a crimes ambientais em Aripuanã (MT). Um motorista teria jogado o caminhão contra os agentes, que atiraram contra o veículo. Um disparo atingiu o policial. As informações são do Metrópoles. 

VEJA MAIS

MPF pede à Justiça regularização de assentamento que contém mais de 80 famílias no oeste do Pará
De acordo com o MPF, o assentamento aguarda a regularização desde que foi criado

Prefeitura anuncia campanha de educação ambiental a pescadores
Objetivo é instruir pescadores sobre crimes ambientais

Comissão Pastoral da Terra e entidades parceiras convocam a imprensa sobre conflitos no Acará
A empresa BBF, chefiada por Milton Steagall, é denunciada por ataques a povos tradicionais e crimes ambientais   

Nas primeiras horas da manhã deste sábado (27), peritos foram levados de helicóptero até o ponto exato onde o crime ocorreu. O local é distante da cidade. 

As circunstâncias do caso ainda são apuradas. O conflito teria ocorrido entre a PF e madeireiros da região. 

Natural de Brasília, o delegado estava em Mato Grosso há um ano e meio, combatendo crimes ambientais. Desde março deste ano, ele atuava na Operação Onipresente, que tinha como objetivo acabar com o desmatamento em terras indígenas. 

O corpo do delegado será levado para o Instituto Nacional de Criminalística (INC), que fica em Brasília, onde deve passar por perícia.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL