Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Covid-19: Rio anuncia que espera vacinar crianças a partir do dia 16

Imunizantes da Pfizer para faixa etária devem chega ao país dia 13

Agência Brasil

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou nesta quarta-feira (5) que espera iniciar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade, no próximo dia 16, mas sem dar mais detalhes de como será o cronograma de vacinação. 

Ontem (5), o Ministério da Saúde anunciou a inclusão de crianças de 5 a 11 anos no plano de vacinação contra a covid-19. As primeiras doses de vacinas contra a doença destinadas a crianças dessa faixa etária deverão chegar ao Brasil no dia 13 de janeiro. Está prevista uma remessa de 1,2 milhão de doses do imunizante da Pfizer - o único aprovado até o momento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a faixa etária.

No Rio, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda a testagem para a covid-19 a todos que tiverem sintomas como febre, calafrio, tosse, coriza, dor de garganta, dor de cabeça, alteração no olfato ou para quem teve contato com casos positivados de coronavírus. De acordo com a secretaria, nas unidades de saúde os pacientes são classificados, atendidos e realizam o teste nos casos em que haja indicação clínica.

Centros de testagem

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) promete ampliar, a partir desta sexta-feira (7), a capacidade de realização de testes para detecção da covid-19 no estado. Pessoas com sintomas leves da doença ou que tiveram contato com alguém que testou positivo há quatro ou cinco dias poderão realizar o exame em estruturas anexas às Unidades de Pronto Atendimento de Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na zona oeste, além da Tijuca, Penha e Marechal Hermes, na zona norte.

O atendimento será realizado de segunda-feira a domingo, das 8h às 18h, mediante distribuição de senha. Serão oferecidos testes rápidos de antígeno e também RT-PCR para monitoramento do cenário epidemiológico.

Pacientes com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5 e dificuldades respiratórias, deverão procurar diretamente uma Unidade Pronto Atendimento (UPA )ou emergência hospitalar, onde realizarão o teste e passarão por atendimento médico para avaliação do quadro de saúde. As 28 UPAs do estado também vão realizar atendimento e testes para casos moderados e graves da doença.

Os centros de testagens vão funcionar nas estruturas montadas junto às UPAs, no início de dezembro passado, para acolhimento e atendimento de casos de síndrome gripal. Inicialmente, serão distribuídas 150 senhas por dia em cada unidade.

De acordo com o secretário de estado de Saúde, Alexandre Chieppe, com o aumento de casos de covid-19 em função da circulação da variante Ômicron, surgiu a necessidade de realizar a testagem também em pessoas com sintomas leves. "A ideia é diagnosticar essa pessoa para que ela possa fazer o isolamento social”, afirmou o secretário.

Quarentena

Pessoas que testarem positivo para covid-19 devem fazer quarentena de 10 dias a partir do primeiro dia de sintomas. Além disso, as medidas de enfrentamento, como uso de máscaras, lavagem das mãos, uso de álcool gel e evitar aglomerações, devem continuar. É importante que o calendário vacinal seja observado com atenção. Quem ainda não tomou a segunda dose deve procurar um posto de saúde o mais rápido possível, assim como as pessoas que já podem receber a dose de reforço do imunizante.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL