Conselhos de enfermagem repudiam fala de Fred Nicácio do BBB 23: 'Quem tem enfermeira é o paciente'

Médico se referiu à enfermeira como “sua” ao relatar para os outros brothers sobre episódio que considerou racista

Emilly Melo
fonte

O médico Fred Nicácio recebeu críticas de alguns conselhos regionais de enfermagem após relatar um episódio no "Big Brother Brasil 23" que ele considerou racista envolvendo uma enfermeira. Nicácio disse que, enquanto ainda era fisioterapeuta, viu um paciente sendo entubado e disse que gostaria de fazer aquilo, mas uma enfermeira branca disse a ele que aquilo era “só para médicos”. Nicácio disse que voltou ao mesmo hospital após ter se formado como médico: “sete anos depois, voltei lá e ela foi minha enfermeira”.

VEJA MAIS

image Fred Nicácio e Gabriel Santana dão beijão no BBB 23
A primeira festa da 23ª edição do reality está dando o que falar

image Fred Nicácio, do BBB 23, é médico e faz parte do time Camarote
O participante de 35 anos ganhou destaque nas redes por conta da sua profissão

image Cezar, do BBB 23, é enfermeiro e foi escolhido para o grupo Pipoca
Natural de Salvador, na Bahia, o enfermeiro Cezar tem 34 anos e está solteiro

O enfermeiro Cezar Black, que também está confinado na casa, ficou chateado com a colocação do brother. Black chegou a chorar enquanto conversava com outra participante do reality sobre a fala que o afetou, explicando que existe um forte estigma sobre a enfermagem ser considerada uma profissão de segunda categoria na área da saúde

“Nossa classe trabalha mais que as outras. Nossa classe não tem reconhecimento e a gente briga todos os dias para chegar lá”, disse o enfermeiro.

Após a fala de Nicácio, o Conselho Regional de Enfermagem (Coren) do Distrito Federal, de São Paulo, do Amazonas e da Bahia se manifestaram nas redes.

Quem tem enfermeira ou enfermeiro é o paciente, a pessoa que vai receber o atendimento e o cuidado de enfermagem. Na equipe de saúde, não existe hierarquia entre profissões”, diz o post do Coren-DF no Twitter. O Coren-AM compartilhou a postagem no seu perfil.

O Coren-BA declarou, em comunicado no Facebook, que “o termo ‘minha’ representa posse e a enfermagem não é subordinada a nenhuma outra categoria profissional” e disse que o órgão repudia a fala feita pelo médico no reality show.

No Twitter, o Coren-SP também disse que “condena qualquer fala ou atitude que vincule a enfermagem a uma inferioridade frente a demais profissões”.

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Hamilton Braga, coordenador do Núcleo de Política)

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL