Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Brasil registra 2.791 mortes por covid nas últimas 24h e média móvel mantém queda

Vacinados contra a doença no Brasil somam 33,4 milhões

Agência Estado

O Brasil registrou 2.791 novas mortes pela covid-19 nesta quarta-feira, 5. A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 2.329, ainda em número bastante elevado, mas em ligeira queda recentemente - são 11 dias seguidos sem subir a marca.

Após superar a marca de 400 mil mortes pela doença e se aproximar de 15 milhões de casos, o País ainda tem números grandes da pandemia. Segundo a Fiocruz, a pandemia parece estar desacelerando um pouco neste momento, mas ainda continua em patamares críticos e com números elevados de mortes. Até por isso, os pesquisadores recomendam manter o distanciamento físico e social para que a doença não volte a ter um ritmo mais alto de transmissão. A morte do ator Paulo Gustavo por covid-19, após semanas internado, gerou grande comoção e repercussão.

Com transmissão descontrolada do vírus, o País viveu o colapso de várias redes hospitalares, com morte de pacientes na fila por leito e falta de remédios para intubação. Governadores e prefeitos recorreram a restrições ao comércio e até ao lockdown para frear o vírus, mas também muitos flexibilizaram as medidas. Já o presidente Jair Bolsonaro continua como forte crítico das medidas de isolamento social, recomendadas por especialistas, e afirma temer efeitos negativos na economia. E para completar o cenário, nesta semana foi instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, para analisar os erros e omissões dos governantes na pandemia, incluindo o próprio presidente.

Nesta quarta-feira, o número de novas infecções notificadas foi de 75.652. No total, o Brasil tem 414.645 mortos e 14.936.464 casos da doença, a segunda nação com mais registros de óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos. Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 13.529 572 pessoas estão recuperadas.

O Estado de São Paulo registrou nesta quarta-feira um número alto de mortes por coronavírus, totalizando 689. Outros cinco Estados também superaram a barreira de 100 óbitos no dia: Minas Gerais (441), Rio de Janeiro (349), Paraná (258), Goiás (163) e Rio Grande do Sul (127).

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Nesta quarta-feira, o Ministério da Saúde informou que foram registrados 73.295 novos casos e mais 2.811 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, são 14.930.183 pessoas infectadas e 414.399 óbitos. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Vacinados contra a covid-19 no Brasil somam 33,4 milhões, o equivalente a 15,77% da população

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta quarta-feira, 5, a 33.404.333, o equivalente a 15,77% da população total. Nas últimas 24 horas, 523.035 pessoas receberam a vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 23 Estados.

Entre os mais de 33 milhões de vacinados, 17.039.463 receberam a segunda dose, o que representa 8,05% da população com a vacinação completa contra o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 315.702 pessoas receberam essa dose de reforço. Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, o Brasil aplicou 838.737 imunizantes nesta quarta-feira.

Em termos proporcionais, o Rio Grande do Sulé o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 20,65% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada no Acre, onde 10,62% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (7,96 milhões), seguido por Minas Gerais (3,51 milhões) e Bahia (2,51 milhões).

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL