Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Acusado da morte de Henry, Jairinho vira réu por torturar outro garoto

Em 2015, o ex-vereador teria agredido um menino de três anos, filho de outra ex-namorada.

O Liberal

O ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, está sendo acusado de torturar mais um menino, filho de uma ex-namorada, em 2015. Débora Saraiva, que na época estava tendo um relacionamento amoroso com o político, diz que o filho de três anos foi espancado. A criança teve o fêmur quebrado. As informações são do Metrópoles.

VEJA MAIS

Tribunal nega recurso e mantém prisão preventiva de Dr. Jairinho e Monique Os dois estão presos por serem acusados de matar o menino Henry

Réu pela morte de Henry, Jairinho é denunciado por estupro e agressões contra ex Em outubro de 2015 Jairinho drogou a vítima e, sem seu consentimento, praticou sexo anal com ela

A mãe do menino ainda manteve a relação com Jairinho até o caso do menino Henry vir à tona. Segundo as informações, o ex-vereador submeteu o filho de Débora a sessão de tortura que durou 10 minutos. Apesar do curto período de tempo, o espancamento deixou marcas e lesões em uma das pernas do garoto.

Menino espancado por Jairinho (Reprodução: Metrópoles)

Daniella Alvarez Prado, juíza da 35ª Vara Criminal, aceitou a denúncia do Ministério Público contra Jairinho no caso do menino de 3 anos, mas rejeitou o pedido de prisão. Ela alegou que ele já está preso cumprindo a sentença pelo caso de Henry.

Jairinho, padrasto de Henry, e Monique Medeiros, mãe do garoto, estão presos denunciados pelo homicídio triplamente qualificado e tortura. O político responde ainda por torturar a filha de uma ex-namorada.

 

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL