Bares e restaurantes: Prefeitura de Belém busca alternativa para evitar demissões em massa

Diante do novo coronavírus, esses estabelecimentos seguem fechados na capital. Um conjunto de medidas municipais visa contornar os impactos da covid-19.

João Thiago Dias

O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, vai reunir, nesta sexta-feira (26), às 11h, com representantes de bares e restaurantes da cidade, para dialogar sobre possíveis medidas para evitar demissões em massa mediante o fechamento desses estabelecimentos. O funcionamento foi impedido, por tempo indeterminado, como uma das ações para contenção do novo coronavírus. Apenas na capital, já foram registrados seis casos de pessoas com o vírus.

"Amanhã (27), reuniremos com o setor de bares e restaurantes para discutir saídas para a nossa economia, já que foi anunciada a demissão de cinco mil pessoas, e essa é uma angústia para gente", comentou o prefeito. 

 

 

 

 

 

Essas e outras medidas foram anunciadas pelo prefeito, durante mais uma live de prestação de contas nas redes sociais dele, na tarde desta quinta-feira, por volta das 16h30. A transmissão foi feita pelos seguintes canais do Instagram e Facebook: www.instagram.com/zenaldoprefeito e www.facebook.com/zenaldo.coutinho. Confira:

Também nesta sexta-feira, com horário ainda não divulgado, o prefeito vai reunir com representantes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel) para  formalizar ao Governo do Estado um pedido de redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para o transporte coletivo. 

Ainda de acordo Zenaldo, houve a recomendação para que todos os ônibus passem por higienização assim que chegarem ao ponto do fim da linha. E existe um monitoramento para evitar aglomerações.

"Estamos monitorando para evitar aglomeração nos transportes coletivos. E quando recebemos denúncia, a Semob é acionada e fazemos os ajustes. E os ônibus não estão passando com muita frequência porque a demanda é pequena".

Um outra reunião esta sendo articulada para aproxima segunda-feira (30), com taxistas e mototaxistas. "Também estamos chamando taxistas e mototaxistas para conversar em busca de soluções. Estamos muito preocupados com esse segmento do transporte também", afirmou Zenaldo.

Mais máscaras

Após conseguir a doação de 960 frascos de álcool em gel de um grupo empresarial da para abastecer as unidades de saúde da cidade, a prefeitura aguarda, para esta sexta-feira, do Ministério da Saúde, uma remessa de máscaras de proteção.

Pessoas em situação de rua

As pessoas em situação de rua são atendidas por meio da Fundação Papa João XXIII (Funpapa), com o auxílio do Consultório de Rua, que conta com uma equipe multidisciplinar e atua nos locais onde estas pessoas se concentram. Agora Belém terá um consultório adicional, para auxiliar no atendimento que também é feito aos Venezuelanos que vivem nos abrigos, em Belém. A Prefeitura está fechando as tratativas sobre os Warao, onde irá disponibilizar mais um abrigo, que será no bairro do Tapanã.

A Prefeitura também está definindo um local para isolamento quando tiver alguma pessoa em situação de rua, diagnosticada com o Coronavírus. A Prefeitura enviou o Consultório de Rua até o Mangueirão, onde já foi montada uma estrutura do Governo do Estado para acolher essas pessoas em situação de vulnerabilidade social. 

Sem bloqueio na estrada da cidade

Zenaldo também afirmou que não há necessidade de bloquear a entrada de Belém. "Não vejo sentido em fechar as divisas porque precisamos do transporte para nosso abastecimento e muitas pessoas que trabalham em serviços essenciais precisam se deslocar. Estamos atentos e suspendemos voos da Europa e dos EUA".

Terminais e aeroporto

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), deu início, nesta quarta-feira (25), a uma ação de orientação de passageiros para o enfrentamento do novo coronavírus nos terminais hidroviário e rodoviário e no Aeroporto Internacional de Belém.

A ação seguirá até o dia 30 de abril e tem como objetivo orientar a população e prevenir e identificar casos suspeitos de Covid-19, durante o embarque e o desembarque, nos terminais e aeroporto, por meio de ações educativas, entrega de panfletos e triagem de passageiros.

A ação conta com a participação de cerca de 20 servidores da Divisão de Drogas e Medicamentos da Sesma. Pessoas que circulam por esses locais também são alvo dos servidores.

Os agentes da Sesma estarão 24 horas trabalhando de maneira educativa e preventiva. No aeroporto há duas equipes, que atuam das 7h às 19h e das 19h às 7h. No terminal hidroviário e no rodoviário, tem equipes das 7h às 19h.

Paradas de ônibus

A Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan) está realizando a lavagem dos abrigos de paradas de ônibus da capital paraense. O  trabalho visa garantir a higienização dos equipamentos urbanos utilizados pelos usuários do transporte coletivo e diminuir o risco de transmissão do vírus na cidade.

A limpeza começou pelo bairro de São Brás, na noite desta quarta-feira, 25, com a lavagem dos abrigo localizados no início da avenida Almirante Barroso, próximos da Praça do Operário.  A ação de limpeza faz parte das medidas que a prefeitura vem adotando para diminuir o risco de contágio da covid-19 na capital.  A meta é executar a limpeza de todos os pontos de ônibus do município e garantir a segurança e a saúde da população que utiliza diariamente esses espaços.

Para a lavagem foi utilizado um jato de alta pressão, que facilitou a retirada da sujeira grossa  dos bancos e da parte de cima da estrutura do abrigo, além da grade lateral que recebeu atenção redobrada por acumular sujeira. A higienização incluiu também as calçadas das paradas, que foram lavadas com bastante sabão.

"Estamos fazendo a lavagem dos abrigos com hipoclorito de sódio. Além disso, usamos também detergente e solução de eucalipto concentrados. Isso para evitar a proliferação do vírus", disse Zenaldo.

Casos no Pará

De acordo com o balanço mais recente da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), divulgado às 11h desta quinta-feira, já são 13 pacientes com coronavírus no Estado. 

Além de seis casos em Belém, há quatro em Ananindeua, um em Maraba, um em Castanhal e um em Itaituba. 

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM