CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

COP 30: Sicredi oferecerá linha de crédito nas áreas de turismo e sustentabilidade

Embora entidade não tenha detalhado os valores, a expectativa é de que o produto alcance a população paraense até 2025

Elisa Vaz
fonte

A população paraense terá acesso a uma linha de crédito do Sicredi voltada especificamente para o desenvolvimento do turismo e da sustentabilidade, de olho na 30ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 30), que será realizada em Belém no ano que vem. A entidade, no entanto, não detalhou os valores que serão destinados a esse benefício.

Primeira instituição financeira cooperativa do país, com um modelo de negócio focado no benefício do associado e da comunidade local, o Sicredi promoveu um café com jornalistas promovido na manhã desta terça-feira (14), na capital paraense, para apresentar seus números e expectativas para os próximos anos. O cooperativismo é a união de pessoas com interesses em comum que colaboram entre si. Nela, os cooperados são considerados "donos do negócio", dessa forma, as decisões são tomadas em assembleias.

Segundo o diretor executivo da Central Sicredi Centro Norte, Seneri Paludo, além da linha de crédito, a instituição também estará presente fisicamente durante a realização da COP 30, para se aproximar da população paraense, apresentar o modelo cooperativista e mostrar projetos ambientais e sociais que vêm sendo desenvolvidos.

VEJA MAIS

image Ministro do Turismo assina aporte de R$ 100 milhões ao Pará em preparação à COP 30
Cerimônia ocorreu na sede da Sudam, em Belém, na manhã desta sexta-feira (10/05)

image Novo PAC Seleções deve aplicar R$ 274 milhões em Belém
Prefeitura de Belém aprovou projetos para frota de ônibus, macrodrenagem e regularização fundiária

image Presidente Lula reforça realização da COP 30 em Belém: ‘vai ser evento de grande magnitude’
Declaração foi dada nesta quarta-feira, durante evento de apresentação dos resultados do Novo PAC Seleções, com a presença do ministro Jader Filho

No Pará, os ativos do Sicredi somaram R$ 6 bilhões em 2023, com um patrimônio líquido de R$ 428,8 milhões e depósitos totais de R$ 2,9 bilhões. Atualmente, existem 90 agências no Estado, sendo que 20 foram inauguradas no ano passado. O banco também conta com 265,4 mil associados - 74,2 mil que entraram em 2023 - e uma carteira de crédito de R$ 5,3 bilhões, sendo que houve, no ano passado, um crescimento de 31% em relação a 2022. Os resultados alcançaram a marca dos R$ 20,8 milhões. A expectativa é de que, até 2026, o negócio esteja em 98 municípios paraenses e chegue a 124 agências e a 398 mil associados.

De acordo com Seneri, a instituição está em um forte processo de expansão há algum tempo. “Eu acho que o grande sucesso que a gente está tendo é por conta desse modelo de negócio, que é muito pautado no desenvolvimento local, então a gente tem uma estratégia de relacionamento digital, trazer a comunidade, mas sem perder o contato físico. Eu acho que o sucesso é um pouco fruto dessa adaptação ao modelo local; o Pará, assim como toda a região Norte do país, gosta muito dessa troca, de um relacionamento mais humanizado”, aponta.

Taxas acessíveis

Outro fator que influenciou, na opinião do presidente do Conselho de Administração do Sicredi Norte, Wilson Machado, é que a instituição tem taxas mais baixas que o restante do mercado. “Nós operamos, via de regra, com taxas mais acessíveis, e não só para captação do crédito, mas também para aplicação e remuneração, as taxas são melhores. O objetivo do cooperativismo não é o lucro em si, claro que, como negócio, tem que dar resultado para girar, mas o objetivo não é só lucro, até porque o que sobra, que seria o lucro, é devolvido para os associados”.

Comunidades menores são as mais beneficiadas pela atuação do cooperativismo, segundo o presidente - não à toa, em 17 municípios paraenses o Sicredi é a única instituição financeira, considerando bancos e cooperativas de crédito. Wilson destaca que essa modalidade é uma “ótima oportunidade” em cidades com 10 mil a 15 mil pessoas, por exemplo. “Nosso objetivo é também girar os negócios de forma a alavancá-los e possibilitar a prosperidade da comunidade e a melhora da condição social, e isso é obtido por meio da prosperidade dos negócios”, garante.

Dos associados ao Sicredi no Pará, 76,3% são pessoa física urbano e 8,7% pessoa física agro. O saldo no primeiro caso é de R$ 901 milhões em 201.421 operações - 75% dos associados têm renda de até R$ 4 mil. Em relação ao agro, o saldo é de R$ 2,765 bilhões em 147.478 operações, sendo 83% referentes a pequenos e médios produtores rurais. Os associados pessoa jurídica respondem por 15% do total, com saldo de R$ 1,66 bilhão e 63.867 operações - 95% são micro, pequenas e médias empresas.

Regiões

Algumas regiões do Pará têm atuação próxima do Sicredi. O gerente regional Jonathas Guilherme, que coordena a área que vai de Vila dos Cabanos ao Xingu, diz que a instituição tem olhado, especialmente, para as cidades menos assistidas pelo sistema financeiro. “O principal ponto está sendo a inclusão digital e a inclusão ao sistema financeiro. Ainda se vê as pessoas movimentando o dinheiro muito em espécie, pouco bancarizada, alguns empresários são bem sucedidos nos seus municípios, mas ainda têm aquela forma antiga de guardar dinheiro, de anotar na cadernetinha. Nós temos apresentado para eles esse novo modelo”, pontua.

Já o gerente regional David Rosa, que coordena a área próxima a Santarém e Altamira, diz que a entidade vê o potencial que o Estado possui e se preocupa com o desenvolvimento econômico regional e com o impacto que pode trazer por meio dos produtos financeiros. “A gente tem no nosso portfólio mais de 300 soluções financeiras. Inicia com crédito, mas temos consórcio, seguro, aplicações, uma boa precificação”, detalha.

Atuação do Sicredi

Brasil

  • Ativos: R$ 324,6 bilhões
  • Patrimônio líquido: R$ 37,6 bilhões
  • Depósitos totais: R$ 221,5 bilhões
  • Agências: 2.658
  • Associados: 7,53 milhões
  • Carteira de crédito: R$ 210,5 bilhões
  • Resultados: R$ 6,9 bilhões

Pará

  • Ativos: R$ 6 bilhões
  • Patrimônio líquido: R$ 428,8 milhões
  • Depósitos totais: R$ 2,9 bilhões
  • Agências: 90 (20 novas agências em 2023)
  • Associados: 265,4 mil (74,2 mil novos associados em 2023)
  • Carteira de crédito: R$ 5,3 bilhões (31% de crescimento em relação a 2022)
  • Resultados: R$ 20,8 milhões

Associados no Pará

  • 76,3% são pessoa física urbano
  • 15% são pessoa jurídica
  • 8,7% são pessoa física agro
  • 8.991 são jovens de 18 a 25 anos
  • 1.811 são menores de 17 anos

Carteira de crédito no Pará

  • 51% são para crédito agro
  • 49% são para crédito geral
  1. Pessoa jurídica: saldo de R$ 1,66 bilhão e 63.867 operações

Sendo 95% micro, pequenas e médias empresas

  1. Pessoa física: saldo de R$ 901 milhões e 201.421 operações

Sendo 75% associados com renda de até R$ 4 mil

  1. Agro: saldo de R$ 2,765 bilhões e 147.478 operações

Sendo 83% pequenos e médios produtores rurais

Fonte: Sicredi

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Sicredi