Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Varíola dos macacos: Brasil confirma dois primeiros casos em bebês

A doença contaminou 3,7 mil casos da infecção e uma morte em Minas Gerais

Rayanne Bulhões

Os governos de São Paulo (SP) e Bahia (BA) confirmaram, nesta terça-feira (23), os primeiros casos de varíola dos macacos (monkeypox) em bebês, no Brasil. Na capital paulista é um menino de 10 meses. Já a criança da Bahia tem 60 dias de vida e foi diagnosticado no dia 5 de agosto.

Ambos tiveram febre e lesões cutâneas. Os bebês permanecem em isolamento domiciliar, com quadro clínico estável e sem agravamento. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), recém-nascidos, crianças pequenas e pessoas com deficiências imunológicas estão propensas a desenvolverem sintomas mais graves da doença, já que o sistema imunológico é mais frágil. Em casos raros, a infecção pode levar à morte.

VEJA MAIS

Varíola dos macacos: O que se sabe sobre a infecção assintomática do vírus?
Estudo mostra que há risco de disseminação da doença entre portadores assintomáticos


Varíola dos macacos: o que se sabe sobre a imunização contra a doença
Com a chegada das vacinas no Brasil, profissionais de saúde serão o grupo prioritário a ser imunizado, por causa do maior risco de contaminação pela doença, afirma o Ministério da Saúde


Varíola dos macacos: sobe para 7 o número de casos confirmados no Pará
Novo caso foi diagnosticado em Belém, que passa a contar com 4 pacientes com a doença


 

Atualmente, no mundo, há registrado mais de 40 mil casos de varíola dos macacos desde maio deste ano.  De acordo com a plataforma “Our World in Data”, página de monitoramento atrelada com a Universidade de Oxford, do Reino Unido, 12 mortes foram confirmadas. No Brasil a doença contaminou 3,7 mil casos da infecção e uma morte em Minas Gerais.

Saúde
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!