Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

TSE aprova criação de federação partidária entre PT, PCdoB e PV

Nesta modalidade de aliança, as siglas funcionam como um único partido no Congresso, dividindo Fundo Partidário, tempo de televisão e unificando o conteúdo programático

O Liberal

O pedido de criação de uma federação partidária entre os partidos PT, PCdoB e PV foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça-feira (24), por unanimidade. De acordo com os documentos apresentados à Corte, a federação denominada "Brasil da Esperança" nasce com o compromisso de superar o "Estado neoliberal". As informações são do G1.

VEJA MAIS

Partidos políticos começam a formar alianças por meio das federações partidárias no Pará
As uniões podem ser feitas até o dia 31 do mês que vem

Federações obrigarão partidos a ficarem unidos por 4 anos; entenda como vão funcionar
Novidade no sistema eleitoral brasileiro estreia em 2022 com diversas alianças já sendo costuradas no âmbito nacional

Federações partidárias são validadas pelo STF e agremiações debatem projetos

Criadas em 2021, as federações partidárias são uma forma de beneficiar as legendas após o fim das coligações nas eleições proporcionais, que elegem deputados e vereadores. Elas consistem na união de dois ou mais partidos para atuarem como se fossem um só por pelo menos quatro anos.

Nesta modalidade de aliança, as siglas funcionam como um único partido no Congresso, dividindo Fundo Partidário, tempo de televisão e unificando o conteúdo programático.

Além do pedido enviado pelo PT, PV e PCdoB, o TSE também analisa outros dois pedidos de federação, são eles: PSOL e Rede e mais PSDB e Cidadania.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA