Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Programas Luz Para Todos e Mais Luz para Amazônia são estendidos

Inciativas de universalização do acesso e uso de energia elétrica se encerrariam neste ano

O Liberal

O governo federal prorrogou, por meio de decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (30), a vigência do Luz Para Todos até 31 de dezembro de 2026 e do Mais Luz para a Amazônia até 31 de dezembro de 2030. Esses programas de universalização do acesso e uso de energia elétrica acabariam em 2022. As informações são da Agência Estado.

VEJA MAIS

Conta de luz não terá cobrança adicional no mês de julho
Sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo da geração de energia. No próximo mês, consumidor não pagará nada a mais, já que a bandeira verde vai vigorar.

Conta de luz: Aneel aprova nova alta nas bandeiras tarifárias; reajuste pode chegar a 64%
Segundo a Aneel, a alta reflete a inflação e o maior custo com as usinas termelétricas em 2022, acionadas em momentos de crise hídrica

Os projetos expandem os serviços de energia elétrica para locais remotos do País, com prioridade a famílias de baixa renda, assentamentos rurais e comunidades indígenas e quilombolas. Os recursos vêm da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, dados do Ministério de Minas e Energia mostram que, das metas homologadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ainda são necessários R$ 2,6 bilhões em investimentos no âmbito do Luz Para Todos. No caso do programa voltado para a Amazônia, a estimativa é de que ainda sejam necessários mais de R$ 11,3 bilhões para subvencionar o custo das obras para a universalização de energia elétrica na região.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA