Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Conta de luz: Aneel aprova nova alta nas bandeiras tarifárias; reajuste pode chegar a 64%

Segundo a Aneel, a alta reflete a inflação e o maior custo com as usinas termelétricas em 2022, acionadas em momentos de crise hídrica

Rayanne Bulhões

O valor pago nas bandeiras tarifárias da conta de energia sofrerá um novo ajuste a partir desta terça-feira (21/06). A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) alterou, no documento oficial, o percentual cobrado nas tarifas a partir do bandeiramento amarelo. Os valores passarão a valer a partir do dia 1º de julho e serão revisados já em meados 2023.

Confira os novos valores das bandeiras tarifárias:

Pelo documento, o repasse aos consumidores na conta de luz - em caso de escassez hídrica ou qualquer fator que aumente o custo de produção -  ficará assim:

  • Bandeira amarela: R$ 2,98 (para cada 100 quilowatts-hora (kWh) -  alta de 63,7%;
  • Bandeira tarifária vermelha patamar 1: R$ 6,50, para cada 100 quilowatts-hora (kWh) - alta de 59,5%;
  • Bandeira vermelha patamar 2: R$ 9,795, para cada 100 quilowatts-hora (kWh) -  alta de 3,2%.

VEJA MAIS

Suspensa resolução da Aneel que isentava Equatorial de indenizar consumidores no Pará
Justiça entende que empresa deve pagar consumidores que entraram com ações devido a prejuízos por interrupção no fornecimento de energia

Aneel mantém bandeira tarifária verde para junho
Com isso, contas de luz ficam sem cobrança extra no próximo mês


 

Confira os novos valores das bandeiras tarifárias em por megawatt-hora:

  • Bandeira verde: sem cobrança adicional;
  • Bandeira amarela: +59,5%, de R$ 18,74 para R$ 29,89 por megawatt-hora (MWh);
  • Bandeira vermelha patamar 1: +63,7%, de R$ 39,71 para R$ 65 por megawatt-hora (MWh);
  • Bandeira vermelha patamar 2: +3,2%, de R$ 94,92 para R$ 97,95 por megawatt-hora (MWh).

Segundo a Aneel, a alta reflete a inflação e o maior custo com as usinas termelétricas em 2022, acionadas em momentos de crise hídrica.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL