Parlamentares do Psol pedem ao STF prisão preventiva de Bolsonaro

Informação foi confirmada pelo deputado federal Guilherme Boulos no Twitter

O Liberal
fonte

Um pedido de prisão preventiva do ex-presidente Jair Bolsonaro junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) foi protocolado por parlamentares do Psol nesta segunda-feira (2), com a alegação de que Bolsonaro atentou contra a democracia. As informações foram confirmadas pelo deputado federal Guilherme Boulos (Psol-SP) no Twitter. "Entramos hoje no STF com o pedido de prisão de Bolsonaro. Sem anistia!", disse o parlamentar.

 

 

Um trecho do documento diz que "é preciso ressaltar, infelizmente, o histórico de disseminação de fake news, com intuito golpista, do ex-presidente Bolsonaro: ele, desde o início da sua Presidência, vem arquitetando o atual cenário que vivemos". O texto ainda afirma que Bolsonaro mantém sua base radicalizada ativa.

Como noticiado na Veja, a petição, assinada pela atual e pela próxima bancada do partido na Câmara, e também pelo presidente da legenda, Juliano Medeiros, também requer a quebra de sigilo telefônico e telemático de Bolsonaro. A ação cita a viagem de Bolsonaro aos Estados Unidos e recomenda a apreensão do passaporte do ex-presidente.

"Ademais, o fato de Jair Messias Bolsonaro ter viajado aos Estados Unidos da América ainda enquanto Presidente da República sem qualquer justificativa oficial a fim de evitar estar no território brasileiro a partir do final de seu mandato também se revela como um elemento que evidencia o periculum libertatis, posto se consubstanciar em risco à aplicação da lei penal, devendo, ao menos, ter seu passaporte apreendido a fim de que não volte a fugir caso volte ao território brasileiro"

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA