Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Moraes se reúne com ministro da Defesa para tratar da segurança das urnas eletrônicas

Segundo encontro entre os dois contou com a presença de técnicos das Forças Armadas e da Justiça Eleitoral

Emilly Melo

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, se reuniu novamente, nesta quarta-feira (31), com o ministro da Defesa, Paulo Sergio Nogueira, para tratar da segurança das urnas eletrônicas e da transparência no processo de preparação para as eleições. Nesse segundo encontro estiveram presentes os técnicos das Forças Armadas e da Justiça Eleitoral. Com informações da Agência Estado. 

O coronel de Exército Marcelo Nogueira, que ainda atua como oficial da ativa, também esteve presente na reunião. Em julho deste ano, o coronel foi responsável por difundir uma tese de que  "código malicioso oculto" (ou malware) poderia ser inserido nas urnas para fraudar as eleições. 

Na ocasião, Nogueira foi apoiado pelo ministro da Defesa para sugerir que o TSE alterasse o teste de integridade dos equipamentos. Neste último procedimento de checagem realizado pela Justiça Eleitoral antes das eleições, os técnicos são selecionados para fazer uma simulação de votação em urnas aleatórias para certificar que os votos digitalizados correspondem aos contabilizados e que não há problemas nos sistemas operacionais. 

Proposta se torna o principal embate

Os militares sugerem que os testes sejam com eleitores reais, diretamente nas seções e com registro de biometria. A proposta se tornou um dos principais embates entre as Forças Armadas e o TSE. Até o momento, a corporação já enviou 88 questionamentos e pedidos de informação ao TSE. 

A previsão é que na próxima sexta-feira (2) aconteça a cerimônia de lacração dos sistemas da urna eletrônica. Como instituição fiscalizadora das eleições, as Forças Armadas devem assinar digitalmente o procedimento de lacração, que servirá como atestado de que todos os softwares funcionam corretamente e que não haverá mais modificações até o dia das eleições. No entanto, a Defesa ainda não confirmou se vai atestar o processo. Na última segunda-feira, 29, técnicos militares estiveram no TSE inspecionando as etapas finais que antecedem a cerimônia de lacração.

 

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Hamilton Braga, coordenador do Núcleo de Política)

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA