Governo Lula dispensa mais 13 militares lotados no GSI para a segurança presidencial

Constam na lista desta quarta coordenadores e supervisores de operações da segurança presidencial lotados em Brasília e no Rio de Janeiro

O Liberal
fonte

Mais 13 militares que atuavam na coordenação de defesa presidencial do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) foram dispensados pelo governo federal, conforme publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (18). Um dia antes, outros 40 militares que atuavam na segurança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Brasília já tinham sido dispensados das funções, além de outros 16 lotados em outras áreas. As informações são do G1.

Constam na lista desta quarta coordenadores e supervisores de operações da segurança presidencial lotados em Brasília e no Rio de Janeiro. As dispensas ocorrem em meio à desconfiança externada por Lula com a atuação dos militares durante os ataques terroristas de 8 de janeiro. Questionado sobre as trocas nesta terça, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, disse que é "natural" a substituição.

Lula havia afirmado, na semana passada, ver conivência de integrantes das Forças Armadas e da Polícia Militar (PM) do Distrito Federal (DF) com os apoiadores radicais de Bolsonaro. Lula também se queixou que ainda não tem condições de realizar sua mudança para o Alvorada em razão do estado de conservação da residência oficial.

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA