CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Câmara aprova projeto que torna crime hediondo ataque a escolas

Se sancionado, o condenado não terá direito a fiança, anistia, liberdade provisória e a progressão de regime será mais lenta

Luciana Carvalho
fonte

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (12) o Projeto de Lei (PL) nº 3613/23, que torna crime hediondo o ataque a escolas. A proposta agora segue para análise do Senado Federal.

De autoria do governo federal, o texto classifica como crime hediondo o homicídio, a lesão corporal seguida de morte e a lesão corporal gravíssima cometidos dentro de instituições de ensino públicas e privadas. A medida abrange locais de educação básica, superior, técnica, profissionalizante e cursos de idiomas.

VEJA MAIS

image Pais e alunos denunciam professor que apoiou ataque que matou quatro crianças em creche de SC
Professor já teria sugerido a estudante que se suicidasse para ‘poupar oxigênio no mundo’

image Relembre os principais casos de ataques a creches e a escolas no Brasil e no mundo
O ataque em Blumenau (SC), na manhã desta quarta-feira (5) é mais um dos tristes epsódios de ódio ocorrido em instituições de ensino que vitimou adultos e crianças

image Juiz aceita denúncia contra autor de massacre em creche em SC
Com isso, Fabiano Kipper Mai virou réu em processo sigiloso por cinco homicídios e 14 tentativas de homicídio

Se sancionado, o condenado por ataque a escolas não terá direito a fiança, indulto, anistia ou liberdade provisória. Além disso, a progressão de regime será mais lenta. O projeto também qualifica o homicídio cometido dentro de escolas, estabelecendo uma pena de reclusão de 12 a 30 anos.

A iniciativa do governo federal foi encaminhada ao Congresso Nacional após o ataque à creche Cantinho Bom Pastor, em Blumenau (SC), no ano passado, onde um homem matou quatro crianças com uma machadinha.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA