Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Transexual é executada a tiros no bairro Beira Rio I, em Parauapebas

Joás Sena Cardoso, de 21 anos, estava na rua quando foi abordada por dois homens em uma motocicleta. PC trabalha com hipótese de vingança

Redação Integrada (com informações de Caetano Silva, do portal Zé Dudu)

Joás Sena Cardoso, de 21 anos, mulher transexual, foi executada a tiros na madrugada desta quarta-feira (28), no bairro Beira Rio I, em Parauapebas, sudeste do Estado. A motivação do crime ainda segue sendo investigada, mas segundo a Polícia Civil (PC), pode ter sido uma vingança. Até o momento desta publicação, ninguém havia sido preso.

O crime aconteceu por volta das 00h30 da madrugada, na esquina da avenida Presidente Kennedy com a rua Rio Azul. A vítima estava na rua quando foi abordada por dois homens que chegaram em uma motocicleta e dispararam várias vezes contra ela, que não teve chance de defesa e morreu na hora.

Informações apuradas pela PC indicam que Joás teria tomado o celular de um cliente a quem prestou serviços, mas que se recusava a pagar o valor combinado. Com a ajuda dos colegas, ela teria espancado o homem. A polícia trabalha com a  hipótese de retaliação.

Pelo menos seis tiros atingiram Joás, sendo dois na cabeça, dois nas costas e dois nos braços. No momento da execução, outras transexuais que se encontravam na esquina saíram correndo, apavoradas, com medo de também serem mortas.

Os criminosos fugiram do local. Quaisquer informações que possam ajudar na identificação e localização dos suspeitos podem e devem ser repassadas às autoridades policiais pelo Disque-Denúncia (181) ou Centro Integrado de Operações (190). Não é necessário se identificar e a ligação é gratuita.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA