Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Suspeitos de envolvimento com série de homicídios em Altamira morrem em confronto com a polícia

Elielton de Jesus de Castro e Leonardo Silva Alves eram investigados pelo envolvimento em diversos crimes, dentre eles a participação em uma série de homicídios registrados no último dia 14 de maio, em uma distribuidora localizada na cidade de Altamira

O Liberal

Elielton de Jesus de Castro e Leonardo Silva Alves morreram, na manhã desta sexta-feira (29), durante uma troca de tiros com homens da Polícia Civil do Pará, em uma vicinal localizada entre os municípios de Medicilândia e Brasil Novo, no sudoeste do Pará. Além deles, outras duas mulheres foram presas, em flagrante, pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Os dois homens, que seriam integrantes de uma facção criminosa, eram investigados pelo envolvimento em diversos crimes, dentre eles a participação em uma série de homicídios registrados no último dia 14 de maio, em uma distribuidora localizada na cidade de Altamira. As investigações continuam para localizar um sexto envolvido, que segue foragido. Até o momento, duas pessoas estão presas e três morreram.

Nesta sexta-feira, durante o cumprimento do mandado de prisão existente contra os suspeitos Elielton e Leonardo, houve troca de tiros e os dois foram atingidos. Eles receberam atendimento médico, mas não resistiram. Com a dupla, os agentes de segurança apreenderam entorpecentes, armas e munições.

As investigações apontam que os dois homens possuíam participação em facções criminosas. Ambos já eram investigados e respondiam a diversos inquéritos por crimes como homicídio, roubo, lesão corporal e tráfico de drogas.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA