VÍDEO: Polícia Federal desmonta oito serrarias ilegais em Nova Esperança do Piriá

Ação integrada fez parte da operação Embaúba, deflagrada no contexto da operação Verde Brasil 2

Redação Integrada (com informações da Polícia Federal)

Oito serrarias ilegais foram demontadas nesta quinta-feira (24), no município de Nova Esperança do Piriá, nordeste paraense, durante a operação Embaúba, deflagrada no contexto da operação Verde Brasil 2. A ação da Polícia Federal contou com o apoio do Exército Brasileiro, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). Veja:

De acordo com informações da Polícia Federal, a ação conjunta teve o objetivo de fiscalizar e inutilizar equipamentos de madeireiras irregulares no município de Nova Esperança do Piriá. "Tais madeireiras são apontadas como responsáveis pela extração ilícita de madeira de terra indígena do Alto Rio Guamá", diz a PF. As ações integradas continuam nos próximos dias.

Operação Verde Brasil 2

A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pelo Ministério da Defesa. Está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), conselho regulado pela Vice-Presidência da República, em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal.

Segundo a PF, durante mais de quatro meses de trabalho na operação Verde Brasil 2, houve a apreensão de 5.431 metros cúbicos de madeira, 8.050 toneladas de minério, 287 ações de combate a incêndio, 6.943 litros de combustível, 52 veículos ilegais para transporte de madeira, 54 milhões hectares embargados, 458 materiais (motosserra, correntes, motores, armamentos, munições, etc.). Ainda, 217 embarcações recolhidas, 16 detidos e mais de R$244 milhões de multas aplicadas.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA