Mulher é presa suspeita de dar drogas ao filho de cinco meses em Muaná

Por fugir ao tomar conhecimento da chegada da polícia, ela irá responder por abandono de incapaz

Redação Integrada

Uma mulher identificada como Nara Késia, que segundo a Polícia Civil seria usuária de drogas, irá responder por abandono de incapaz após abandonar seu filho de cinco meses em casa ao tomar conhecimento da chegada de uma equipe policial na residência. De acordo com relatório da Superintendência Regional do Marajó Oriental, o caso aconteceu em Muaná, na última terça-feira (03), por volta das 11h.

A acusada, segundo a polícia, é usuária de Oxi e Maconha e fez uso dos entorpecentes durante a gravidez de seus quatro filhos, o que lhes causou graves danos intelectuais. A mais recente situação denunciada é a de que seu filho de cinco meses, ainda sem nome e não registrado em cartório, vinha sofrendo negligência e abusos por parte da genitora, apresentando visível estado de subnutrição e com suspeitas de fornecimento de drogas por parte da mesma ao bebê.

Diante da denúncia, a equipe policial, em companhia do Conselho Tutelar, foi até a residência da acusada, mas ela fugiu do local antes da chegada dos policiais, abandonando os filhos. Pelo estado de saúde em que se encontrava, o bebê de cinco meses foi encaminhado ao Hospital Municipal de Muaná. O delegado Guilherme, de Muaná, responsável pelo caso, disse que a partir desse momento a equipe passou a "diligenciar até encontrá-la e, assim que foi encontrada, foi conduzida à delegacia do município e autuada em flagrante a princípio por abandono de incapaz, mas a equipe aguarda laudos do hospital para verificar possibilidade de enquadramento em outros crimes".

A Redação Integrada entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil para saber sobre o que ocorreu com os filhos da acusada, se foram entregues a familiares ou a abrigos, e aguarda resposta do órgão.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA