Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mototaxista morre atropelado na Transamazônica; carro de suspeito foi incendiado

Segundo testemunhas, depois da colisão, ocorrida por volta das 20h, o motorista que teria provocado o acidente foi resgatado por outro veículo e fugiu

O Liberal

​O mototaxista Izael de Lemos da Silva foi atropelado e morto na noite da última sexta-feira (26), na BR-230, a rodovia Transamazônica, em Marabá, no sudeste do Pará, próximo ao posto Fazendão, no sentido Itupiranga. O motorista do veículo causador do acidente fugiu do local e ainda não foi encontrado. Revoltados com a situação, moradores atearam fogo no carro que ele dirigia, um Honda Civic branco. As informações são do site Debate Carajás.

De acordo com a Polícia Militar, o motorista do Honda Civic transitava em alta velocidade. Segundo testemunhas, após a colisão, ocorrida por volta das 20h, o motorista suspeito do atropelamento foi resgatado por outro veículo e fugiu. Ele já teria sido identificado, porém, ainda não havia se apresentado na 21ª Seccional Urbana.

Revolta e fogo

Ao tomarem conhecimento das circunstâncias da mort​​e do mototaxista, moradores atearam fogo no carro. O Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar as chamas, mas parte do automóvel já havia sido consumida pelo incêndio. Vídeos e fotos circularam nas redes sociais, mostrando o desespero das pessoas ao perceberem que Izael Silva estava morto.

Homens da Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal (PRF) estiveram no local do acidente para preservar a área e levantar as primeiras informações a respeito das circunstâncias da colisão. O corpo do mototaxista foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) para realização de perícia médica. Já a motocicleta ficou totalmente destruída.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA