Já são 19 policiais militares mortos só este ano no Pará

Um guarda municipal também foi morto, totalizando 20 assassinatos de agentes de segurança no estado

Redação Integrada

Subiu para 19 o número de policiais militares assassinados, este ano, no Pará. Também houve a morte de um guarda municipal. No total, portanto, 20 agentes de segurança pública foram mortos, até agora, em 2019.

LEIA MAIS:

Na noite de terça-feira (14), em Outeiro, um sargento da Polícia Militar morreu após ter sido baleado. Josivaldo Andrade da Silva, de 49 anos, estava perto da residência dele quando foi alvo de uma emboscada, em uma área conhecida como Tucumaeira.

E, na manhã desta quinta-feira (16), mais dois policiais foram assassinados. Luís Nazaré Pereira da Silva, 46 anos, foi morto na rua 5 de Setembro, entre a avenida Augusto Montenegro e a passagem Três Marias, no bairro do Tenoné, em Belém. O PM, que era lotado no 24º Batalhão, estava saindo de casa quando foi surpreendido pelos assassinos e morto a tiros.

No outro crime, o cabo da reserva José Aristide de Sousa Gomes foi morto em possível latrocínio. O crime ocorreu em Benevides.

Na semana passada, a Associação dos Cabos e Soldados da Polícia e Bombeiros Militares do Pará (ACSPMBMPA) já havia divulgado uma nota repudiando "veementemente os ataques contra agentes de segurança do Estado. Somente este ano (esse número era da semana passada), 16 policias foram executados por bandidos e atentados vem sendo registrados quase que diariamente contra policiais e bombeiros militares. Na noite desta sexta-feira (10), um subtenente foi baleado no bairro do Sideral, em Belém. Ele foi encaminhado a um hospital em Ananindeua e seu estado de saúde é grave.  A ACSPMBMPA como entidade representativa vem tentando dialogar com o Governo do Estado, diversos pedidos de audiências foram protocolados e até o momento sem respostas".

Ainda segundo a associação, os militares do Estado, desde 2015 não tiveram reajustes salariais, enquanto o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acumulado desde 2015, somam quase 25% em perdas salariais.

"Em 2019, o soldo-base de um soldado continuou no valor de R$ 822,00, menor que o salário mínimo vigente no país. O Governo atual não apresentou proposta concreta de um conjunto habitacional voltado para os militares estaduais, entre outras pautas relativas à classe. A ACSPMBMPA solicita providências por parte do Governo e mais eficácia no combate a atentados e investigações concretas contra a vida de nossos militares. Além de uma mesa de diálogo e negociação permanente", disse a diretoria.
 

Polícia