Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Estudante morre ao receber descarga elétrica por fone de ouvido

Vítima estava usando o acessório ligado ao computador para estudar quando recebeu o choque

Com informações do portal Metrópoles

A Polícia Civil goiana está apurando as circunstâncias da morte do técnico em informática e estudante de direito Danilo Maurício Alves Xavier, de 30 anos, ocorrida no último sábado (3), na cidade de Nova América, a 245 km da capital, Goiânia. Ele morreu após receber uma descarga elétrica enquanto usava um fone de ouvido ligado ao computador. 

 Adriana Oliveira, de 32 anos, esposa da vítima, contou que o marido estava em um dos quartos da residência estudando com o auxúlio do acessório quando sofreu o choque. Os fones que ele usava ficaram totalmente queimados.

"Eu estava no quarto com nosso filho de dois anos, quando meus dois filhos mais velhos chegaram pedindo socorro e dizendo que o Danilo havia levado um choque. Saí correndo e, ao entrar no quarto em que ele estava, já o encontrei em parada cardíaca", relatou 

Ainda segundo ela, no momento do acidente o cunhado também estava no mesmo quarto e, quando viu a cena correu pra tirar o computador da tomada e os fones do ouvido do irmão. "Meu cunhado tirou o computador da tomada e os fones do ouvido do Danilo, além de deitá-lo no chão", contou.

Enquanto aguardava a chegada da ambulância, Adriana, que é tecnica em enfermagem, realizou manobras de primeiros socorros no marido. "Fiz respiração boca a boca e tentei manobras de reanimação", relatou. Danilo ainda chegou a ser socorrido com vida e levado para uma Unidade Básica de Saúde (UBS), mas não resistiu.

O caso foi registrado na Polícia Civil e a perícia vai investigar o que aconteceu. O resultado do laudo cadavérico feito pelo Instituto Médico Legal será anexado ao inquérito, assim como o pericial do equipamento usado pela vítima, que deverá ficar pronto em 30 dias. "Não estava chovendo, não havia raios, não sabemos o que pode ter acontecido. Foi uma tragédia. Ainda estou tentando entender tudo o que aconteceu", afirmou Adriana.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA