Dona Onete

Dona Onete, nome artístico de Ionete da Silveira Gama, nasceu no município de Cachoeira do Arari, em 18 de junho de 1939, na Ilha de Marajó. É cantora, compositora e poetisa. Foi professora de História por 25 anos, secretária de Cultura e fundadora de grupos de danças folclóricas e música regional, como o "Canarana", e agremiações carnavalescas. Sua vida e carreira viraram do avesso quando estava aposentada e, aos 62 anos, foi convidada para ser vocalista de um grupo de carimbó, após ser ouvida cantando em sua casa durante um ensaio do grupo. Gravou o lançou seu primeiro álbum, "Feitiço Caboclo", em 2012, aos 73 anos, com os sucessos "Jamburana", "Moreno Morenado" e "Proposta Indecente". Em 2016, "Banzeiro" chega às lojas e, em 2019, com "Rebujo", Dona Onete conquista a crítica e ganha reconhecimento internacional com o seu "carimbó chamegadado". Na campanha Belém Pra Ver e Sentir a cantora, compositora e poetisa escolheu o VER-O-PESO como lugar favorito na capital paraense.

Belém Pra Ver e Sentir