Conheça as 9 melhores praias do Pará para curtir em 2019

Guias e jornais nacionais e internacionais citam e elogiam as nossas praias

Victor Furtado

As praias paraenses, frequentemente, figuram em guias dos melhores destinos de viagem do Brasil.

Recentemente, a praia de Alter do Chão, em Santarém, foi citada pelo jornal O Estado de São Paulo, enquanto a praia do Paraíso, em Mosqueiro, foi recomendada pelo The Huffington Post Brasil.

Leia também: Confira 13 dicas para suas férias com as crianças

Para quem ainda está de folga ou férias, ou pretende traçar um plano de viagens para este ano, a Redação Integrada de O Liberal elencou as nove das principais praias do Pará. Confira:

ALTER CHÃO

A vila de Alter do Chão, em Santarém, está entre os 10 melhores destinos turísticos do mundo, segundo o jornal O Estado de São Paulo. O período que compreende o final e o início do ano é o melhor para visitar o local. Aos amantes das fotografias, paisagens únicas, como a praia do Pindobal e Ilha do Amor, garantem vistas privilegiadas do por do sol. A culinária local é um atrativo, sobretudo com frutos do mar. Quem ficar, pode aproveitar outras opções de passeio que existem pela vila.

Como chegar: de carro, moto, ônibus ou avião até Santarém, depois de carro, moto ou ônibus até Alter do Chão.

Alter do Chão é banhada pelo rio Tapajós (Rodolfo Oliveira / Agência Pará)

ALGODOAL

Algodoal é uma das quatro vilas que formam a ilha de Maiandeua, em Maracanã. São 19 km² de praias e a mais famosa é a praia da Princesa, repleta de lendas locais. Possui muitas programações com festas noturnas e ritmos diversos. É uma Área de Proteção Ambiental (APA) e por isso preserva muito da paisagens nativa, tanto nas areias, quanto mangues. Recomendada para prática de esportes e passeios ecológicos.

Como chegar: de carro, moto ou ônibus até o porto de Marudá, depois de barco até Algodoal.

Seu nome verdadeiro é Maiandeua, mas é mais conhecida como ilha de Algodoal (Oswaldo Forte / O Liberal)

AJURUTEUA

Ajuruteua é uma vila litorânea banhada pelo oceano Atlântico, distante 36 quilômetros do município de Bragança. A paisagem é considerada uma das mais belas do Pará e costuma ser bastante tranquila. Ideal tanto para descansar quanto para praticar esportes radicais, como windsurf, kitesurf e surf. Há um navio naufragado que pode ser avistado quando a maré está baixa. O trajeto possui ótimas vistas e encontros aleatórios com garças e guarás.

Como chegar: de carro, moto ou ônibus até Bragança, depois de carro, moto ou ônibus até Ajuruteua.

Ajuruteua é uma pequena vila litorânea com vários detalhes rústicos (Oswaldo Forte / O Liberal)

JOANES

Salvaterra, no arquipélago do Marajó, brinda seus visitantes com Joanes, uma praia fluvial de água levemente salgada e com ventos fortes. As ondas são altas, chegando a 1,5 metro e são muito procuradas por surfistas. Os melhores meses para visitar local é durante o final e começo de ano, pois é o período de sol. Possui um conhecido comércio de artesanato e ruínas visitáveis de um convento.

Como chegar: de carro, moto ou ônibus até um terminal hidroviário, em Belém, depois de balsa ou barco até Salvaterra.

A paisagem natural de Joanes, no Marajó, agrada a todos os visitantes (Carlos Sodré / Agência Pará)

PARAÍSO

O distrito de Mosqueiro, em Belém, tem 15 praias e Paraíso, como o nome sugere, é considerada a mais bela, recomendada, inclusive, pelo The Huffington Post Brasil. É uma das mais conservadas da bucólica, com maior movimentação e diversidade de serviços de alimentação e hospedagem. Também é opção para a prática de esportes e as opções de refeição das barracas são consideradas as melhores do distrito.

Como chegar: de carro, moto ou ônibus até Mosqueiro.

A paisagem é atraente e tem ventos bem fortes (Oswaldo Forte / O Liberal)

VAI QUEM QUER

A mais famosa e mais bela dentre as 12 praias da ilha de Cotijuba, em Belém. Vai Quem Quer ganhou este nome pela distância do porto principal: aproximadamente 9 quilômetros. Antigamente, uma caminhada considerável por causa da areia, mas atualmente é possível chegar lá com charretes, bondinho e moto-táxi. Devido ao baixo movimento nos meses de baixa temporada, tem poucos serviços disponíveis,o que pode ofereceruma experiência bem rústica e relaxante. Em Cotijuba, inclusive, estão as ruínas do antigo presídio, que são visitáveis.

Como chegar: de carro, moto ou ônibus até o trapiche do Ver-O-Peso ou Icoaraci, em Belém, depois de balsa até Cotijuba.

Praticamente deserta na maior parte do tempo, Vai Quem Quer possui uma paisagem nativa e preservada. (Oswaldo Forte / O Liberal)

MAÇARICO

Apesar da praia do Atalaia ser a praia mais visitada e badalada de Salinópolis, Maçarico é considerada por muitos a mais bela do município, distante 214 km de Belém. Também é um dos balneários mais desenvolvidos do Pará, próximos à paisagens e biomas naturais, como mangues. À noite, a orla tem uma ótima paisagem e serviços disponíveis, entre alimentação e cultura.

Como chegar: de carro, moto ou ônibus até Salinópolis.

Maçarico é uma praia oceânica, com ondas fortes e amplas faixas de areia (Rodolfo Oliveira / Agência Pará)

PESQUEIRO

Outra praia do arquipélago do Marajó, desta vez no município de Soure. Pesqueiro é um destino certo para quem quer calmaria. São quatro quilômetros de extensão com paisagens rústicas e muito pitorescas: é comum encontrar búfalos soltos, inclusive para passeio turístico. Banhada pelas águas do rio Amazonas, que variam entre salgadas e doces, possui muita diversidade gastronômicae um centro comercial com forte presença do artesanato local. Dizem ter um dos melhores tacacás do Pará.

Como chegar: de carro, moto ou ônibus até um terminal hidroviário, em Belém, depois de balsa ou barco até Salvaterra, e depois de carro, moto ou ônibus até Soure.

Localizada na foz do Rio Amazonas, a Praia do Pesqueiro é o grande destaque na Ilha do Marajó (Sidney Oliveira / Agência Pará)

TUCUNARÉ

A praia mais famosa de Marabá e, provavelmente, um dos principais destinos nas férias e feriados prolongados é Tucunaré. Tem movimentação bastante irregular, variando de muitas pessoas ao mesmo tempo a calmaria total. É uma praia fluvial que, com a baixa do rio Tocantins, vai ganhando mais corpo e extensão, principalmente no final do ano. Uma das principais atrações são os bares molhados: as mesas e cadeiras ficam enterradas na areia, bem no meio da água. A orla foi reformada recentemente e possui programações e paisagens vespertinas e noturnas.

Como chegar: de carro, moto, ônibus ou avião até Marabá.

Uma das principais atrações da praia do Tucunaré são os bares molhados (Mácio Ferreira / Agência Pará)
Pará