Maduro diz que vai receber grupo ligado à UE, mas acusa bloco de ser "surdo"

"Espero que eles nos escutem", disse o presidente da Venezuela

Reuters

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, estava pronto na sexta-feira para receber o Grupo de Contato Internacional, organizado com o apoio da União Européia, mas acusou anteriormente o bloco de países de ser "surdo" e tomar uma posição parcial na crise que sua nação está vivendo.

"Estou pronto e disposto a receber qualquer enviado do grupo de contato", disse Maduro. "Espero que eles nos escutem", acrescentou.

Um grupo de países europeus e latino-americanos realizou uma reunião em Montevidéu, capital do Uruguai, nesta semana, onde concordaram em enviar uma missão à Venezuela para buscar garantias e realizar as eleições presidenciais o mais breve possível.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!