Grupo que ficou 33 dias naufragado comeu conchas e ratos para sobreviver

Eles foram resgatados na última terça-feira (09)

Redação Integrada com informações do UOL

Uma mulher e dois homens cubanos ficaram 33 dias naufragados na ilha deserta de Cayo de Anguilla, nas Bahamas, após a embarcação em que estavam afundar por conta do mar revolto. Na última terça-feira (09) eles foram resgatados e contaram às autoridades que sobreviveram comendo conchas e ratos que achavam no local, além de, principalmente, coco verde que coletavam na ilha. Para dormir, eles criaram um abrigo de lona improvisado.

Após a embarcação afundar, o grupo conseguiu nadar em meio ao mar revolto e chegou até à ilha deserta. Só depois de mais de um mês que eles conseguiram ajuda. Depis do resgate, eles foram encaminhados para um hospital da Flórida sem ferimentos graves.

Palavras-chave

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO