Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ataque russo em cidade da Ucrânia deixa ao menos 17 mortos: ‘ato aberto de terrorismo’, diz Zelensky

Vinnytsia fica localizada em uma região relativamente afastada dos locais de combate

O Liberal

Pelo menos 17 pessoas morreram, entre elas duas crianças, após um bombardeio promovido por forças russas na cidade de Vinnytsia, região central da Ucrânia, nesta quinta-feira (14). Segundo as autoridades locais, centenas de pessoas ficaram feridas. Presidente do país, Volodymyr Zelensky classificou o ataque como “ato aberto de terrorismo”. As informações são da Agência AFP.

VEJA MAIS

Ucrânia reúne 1 milhão de homens para retomar área conquistada pela Rússia
Analistas militares acreditam que a fala seja um blefe mesmo que existam sinais claros do governo

Conferência na Suíça irá debater plano de reconstrução da Ucrânia
Tropas russas seguem o seu plano de conquista no leste da Ucrânia

Rússia anuncia retirada da Ilha das Serpentes, símbolo da resistência da Ucrânia
A ilha se tornou símbolo de resistência da Ucrânia depois que guardas rejeitaram a ordem de rendição apresentada por um navio Russo

Prédios residenciais, instalações administrativas e escritórios sofreram danos significativos após o ataque que os militares ucranianos disseram ter sido realizado com três mísseis Kalibr disparados de um submarino no Mar Negro.

Estragos causados por um ataque com mísseis russos na cidade de Vinnytsia, no centro da Ucrânia (Foto: EFREM LUKATSKY/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Vinnytsia fica localizada em uma região relativamente afastada dos locais de combate. O ataque desta quinta ocorreu no momento em que começava uma reunião de ministros das Relações Exteriores e da Justiça da União Europeia (UE), com a participação também de líderes políticos, diplomatas e autoridades judiciais de todo o mundo, em Haia, para abordar os supostos crimes de guerra na Ucrânia desde 24 de fevereiro.

“A cada dia, a Rússia mata civis, mata crianças ucranianas, lança mísseis contra alvos civis onde não há nada militar. O que é isto senão um ato aberto de terrorismo?”, declarou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, pelo Telegram. Ele pediu a criação de um tribunal especial de crimes de guerra em Haia.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO