Treinador do Remo aponta pontos negativos: 'Precisamos segurar a bola no campo ofensivo'

Rafael Jaques também aprovou a postura agressiva no ataque

Redação Integrada

O Clube do Remo encerrou o seu ciclo de amistosos de preparação com uma goleada contra a seleção de Salinas, por 3 a 0. E se ampliarmos o campo de análise com o jogo-treino anterior, o Leão atingiu a marca de sete gols feitos e nenhum tomado.  

É óbvio que os números iniciais não motivos para empolgação. O treinador Rafael Jaques analisou o cenário e apontou um ponto positivo. "Agradou a busca incessante pelo gol. Tivemos o gol do Eduardo e diversos escanteios a nosso favor, finalizações de média e longa distância, além de finalizações dentro da área", defendeu, satisfeito com a postura ofensiva do seu time. "No segundo tempo, a equipe adversário veio para o jogo e tivemos um pouco de dificuldade. Mas, uma equipe que quer vencer tem que buscar o gol", ressaltou Jaques.

Para o comandante, entretanto, ainda é necessário evoluir em aspectos técnicos, táticos e coletivos. Sincero, ele revelou o que pretende trabalhar. "Estamos fazendo muitos gols, mas precisamos melhor algumas questões, como segurar a bola no campo ofensivo. Nossos atacantes precisam ter uma força maior. São agudos, verticais, mas precisam aprender a jogar de costas. A segunda bola também (precisa melhorar). Mas é um processo que já melhorou muito", explicou. 

Jaques considerou que o Leão já tem grupo fortalecido, contudo, evitou definir 11 titulares para a estreia oficial na temporada 2020. "Estamos crescendo como equipe", limitou-se a dizer.

Atletas 

O atacante Jackson, que entrou no decorrer da partida, ofereceu o gol aos familiares e falou sobre o momento de dificuldade azulina na partida, que se consumou do início do segundo tempo até aproximadamente os 20 minutos da etapa final. "Todos os times amadores se impõe e querem aparecer. No segundo tempo, depois, conseguimos impor o nosso jogo e fazer gols. Fomos oportunistas" 

Já o atacante Wesley, autor do segundo gol, celebra a sua recuperação física e clínica após lesão. "Creio que esse tempo é importante para voltarmos. Quero ajudar o Remo no Parazão, Série C e Copa do Brasil também. Em nenhum momento, deixamos de tentar". 

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES