Remo esgota ingressos para Copa do Brasil; Paraense que mora em Santa Catarina mata saudade do Leão

Remistas esgotaram entradas para o jogo contra o Brusque-SC; Smith Ryaj estará na torcida

Andre Gomes

Para o Remo, a partida contra o Brusque-SC pela Copa do Brasil significa muito, principalmente no aspecto financeiro - em jogo, uma cota de R$ 1,5 milhão. O duelo, que ocorre nesta quinta-feira (20), às 21h30, no Augusto Bauer, também é a oportunidade dos torcedores do Leão que moram em Santa Catarina de matar a saudade do Leão. Caso de Smith Ryaj, que poderá ver o Remo novamente.

 

O Fenômeno Azul já esgotou os ingressos do setor visitante para o jogo de quinta-feira, contra o @Brusqueoficial, pela @CopadoBrasil!

O remista Alexandre Barroso falou um pouco sobre a expectativa em ver o Leão em campo novamente. 🦁

🎥 Ascom Brusque#OReiDaAmazônia pic.twitter.com/Pm344aD7Jv

— Clube do Remo (@ClubeDoRemo) February 18, 2020

 

"Estou na expectativa de ver o Remo em Santa Catarina já tem oito anos, período em que moro em Joinville-SC. Desde quando saiu o chaveamento, já me programei, conversei minha chefe para estar livre na quinta-feira (20) para viajar para Brusque-SC e ver o Leão", revelou o estudante de Educação Física.

ÚLTIMA VEZ

Em 2017, quando o Remo foi eliminado pelo Brusque-SC, também pela Copa do Brasil, Smith Ryaj, que tem 27 anos, já estava no estado catarinense. No entanto, ele contou que não pôde ir assistir ao jogo, por estar a trabalho. Ano passado, passando um período em Belém, Ryaj conseguiu acompanhar a decisão do estadual.

"O último jogo que consegui acompanhar em Belém foi na final do Parazão em 2019, quando venceu o Independente e foi bicampeão [paraense]. Depois disso não consegui ir mais. Espero ir este ano e quem saber ver o acesso", torce o ex-morador do bairro Icuí-Guajará, em Ananindeua.

EXPECTATIVA

A expectativa é grande para o jogo do Remo, não à toa os ingressos da torcida azulina já estão esgotados. Smith também comentou sobre como é estar longe do clube do coração. O estudante comparou a saudade do time com estar distante de um ente querido.

"O Remo é como se fosse alguém da família. Quando se trata de ficar longe é muito difícil, é como ficar longe do pai e da mãe, sempre que tenho a oportunidade de matar a saudade é muito bom. Vai ser assim nessa primeira vez que vou ver o Remo em Santa Catarina. Espero que o final seja feliz e que a gente saia classificado", finalizou Smith.

O jogo tem transmissão lance a lance pelo portal OLiberal.com.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES