Remo: adaptação e atletas acima do peso, preparador físico avalia a primeira semana da pré-temporada

Clima de Belém é uma das dificuldades dos atletas

Fabio Will

O Remo finalizou a primeira semana de trabalhos físicos. A equipe remista se reapresentou no último dia 9 e assim como em 2018, saio na frente dos concorrentes na busca por uma condição física melhor no início da temporada.

Quem está à frente do elenco azulino é o preparador físico Martinho Inácio, de 42 anos, braço direito do técnico Rafael Jaques. Inácio fez uma avaliação da primeira semana de trabalhos e relatou algumas dificuldades neste início de treinamentos, como período longo de férias, cuidados com o peso e adaptação ao clima de Belém.

“Alguns atletas chegaram depois de outros, tendo que realizar avaliações clínicas importantes e isso faz com que o grupo seja dividido. Essa é uma pequena dificuldade. A semana foi baseada na reabilitação, pois eles estavam parados. Reabilitar o atleta é fundamental sem contar que muitos deles nunca tinham feito esses exercícios e vamos ter que adaptar essa intervenção”, frisou.

TEMPO SEM ATIVIDADE

O período longo de férias é outro obstáculo que Martinho Inácio tenta equilibrar. Com o término da Série C e Copa Verde, alguns atletas ficaram dois meses sem praticar atividade física e isso requer cuidados especiais principalmente neste retorno.

“O tempo longo [férias] prejudica, temos atletas com quase 50 dias e isso é muito tempo. O jogador que se cuidou um pouco mais, ele sente menos. Mas quem não se cuidou sente demais neste primeiro momento”, comentou.

ADAPTAÇÃO

O clima quente de Belém é outra dificuldade enfrentada, mas o preparador físico azulino explica que elenco precisa de intensidade e isso requer um treinamento com o tempo menor

“Temos que nos adaptarmos e estamos dando sorte, pois nos períodos de treinos tem estado uma temperatura amena, pois tem chovido. O trabalho é voltado neste momento para a intensidade, não em volume. Não necessitamos de duas ou três horas de treinos”, disse.

“BRIGA” COM A BALANÇA

É comum neste início de atividade após as férias, que os jogadores se reapresentem acima do peso e no Remo não foi diferente. O preparador físico azulino comentou o assunto e disse que ninguém exagerou ao ponto de estar muito acima do peso.

“Toda a pré-temporada ocorre de chegar jogadores acima do peso e outros nem tanto. Estamos coletando esses dados para ter essa noção real de todo o grupo, mas não chegou jogador muito acima. Nada que um trabalho específico não resolva diminuir [o peso] e buscar o melhor em cada um deles”, salientou.

TRABALHO EM CONJUNTO

Martinho Inácio comentou sobre a importância que é vivenciar o clube e trabalhar interligado com outros departamentos, para mapear todos os problemas e tentar solucioná-los ou evita-los.

“O clube possui um departamento de fisiologia, nutrição e gostamos de trabalhar de forma integrada com outros profissionais. Diariamente conversamos com os fisiologistas, a nossa nutricionista, departamento médico. Isso é fundamental para que tenhamos um suporte no dia a dia, tanto do desgaste de cada atleta, quanto no grupo como um todo”, finalizou.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES