Jornalista cita acessos do Remo e Fortaleza como os jogos mais emocionantes da carreira

Leão Azul conquistou o acesso para a Série C em 2015

Fabio Will

Jogar a Série D depois de fica algumas temporadas sem calendário e conseguir o acesso para a Série C. O Remo viveu um pesadelo de 2009 até 2015, o clube estava em uma grave crise financeira e sem garantia de jogos e por três anos ficou sem atuar no Brasileirão. Mas em 2015 as coisas mudaram e um jornalista esteve em Belém para contar essa história e lembrar como um dos principais jogos feitos em sua carreira.

O Remo conseguiu avançar na Série D e chegou nas quartas de final contra o Operário-PR. No primeiro jogo no Paraná (PR), o Leão venceu por 1 a 0 trazendo na bagagem a vantagem do empate. No dia 18 de outubro de 2015, com o Mangueirão lotado, a equipe paraense voltou a vencer, dessa vez por 3 a 1 e conseguiu o tão esperado acesso.

Essa partida em Belém está entre as mais emocionantes da carreira do jornalista e comentarista do Esporte Interativo, Bruno Formiga, que elegeu dois acessos como os jogos mais emocionantes, inclusive chorou na transmissão de Remo x Operário.

“Dois jogos nos estádios que foram muito marcantes, pois você sentia a vibração e o peso de como aquilo era importante para as torcidas. O acesso do Remo da Série D pra Série C contra o operário em 2015. Eu estava no Mangueirão, acabei até chorando no ar, foi um jogo muito absurdo, de torcedor ajoelhado no gramado, era um barulho absurdo no estádio, algo impressionante. Anos depois o acesso do Fortaleza para Série B depois de oito anos de Série C. Esse jogo foi em Juiz de Fora (MG), pelo peso e você percebe o quanto aquilo é importante e o que representava não só para jogadores e comissão técnica, mas para os funcionários que passam longe de ganhar um salário absurdo e que tem aquilo como uma grande vitória pessoal. Estar no local acaba fazendo muito a diferença”, disse.

 

FICHA TÉCNICA REMO 3 X 1 OPERÁRIO - QUARTAS DE FINAL SÉRIE D - 2015

Local: Mangueirão - Belém (PA)

Horário: 19h

Data: 18.10.2015

Árbitro: Jaílson Macedo Fretas (BA)

Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Marcos de Amorim (BA)

Cartões amarelos

Remo - Mateus Müller, Levy e Eduardo Ramos

Operário - Doda, Peixoto, Lucas e Douglas

Cartões vermelhos

Remo - Levy

Operário - Capa

Gols

Welthon 20'/1T, Eduardo Ramos 10'/2T e Aleílson 14'/2T (Remo); Alemão 22'/2T (Operário)

Renda - R$1.608.356,00

Pagantes - 33.681

Remo: Fernando Henrique; Henrique, Ciro Sena (Igor João) e Max; Levy, Ilailson, Chicão, Eduardo Ramos e Mateus Muller; Aleílson (Felipe Macena) e Welthon. Técnico: Cacaio.

Operário: Paulo Sérgio; Alemão, Douglas, Juan Sosa e Peixoto (Capa); Chicão, Pedrinho (Jean Silva), Lucas e Doda (Joelson); Julinho e Gilvan. Técnico: Itamar Schulle.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES