Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo
AGENDA
Julho
Agosto

Veja a lista de 10 atletas que morreram durante Jogos Olímpicos

As tragédias ocorreram durante as competições, treinos e pós-campeonatos

O Liberal

Os Jogos Olímpicos são eletrizantes de serem acompanhados. Eles nos transferem, mesmo à distância, a carga emocional das competições. Mas, infelizmente, não é só de momentos bonitos que os jogos são feitos. Apesar de toda a beleza que envolve a execução das provas, as competições também podem apresentar grandes perigos aos atletas. 

Você sabia que já ocorreram vários acidentes durante as competições tanto na edição de verão, quanto na de inverno das Olimpíadas? Em alguns casos, as eventualidades foram fatais. Por isso, a Redação Integrada de O Liberal fez uma lista com dez casos envolvendo esportistas que ocorreram durante as competições e treinos de preparação, assim como durante a finalização dos campeonatos. Confira:

Lista com os 10 acidentes que terminaram em fatalidades durante os Jogos Olímpicos:

Durante a competição

Estocolmo- 1912

Em 1912, o maratonista português Francisco Lázaro morreu de desidratação extrema, causada pelo calor de 32 graus, e a insolação durante a prova, na realização da quinta edição das Olímpiadas, em Estocolmo. O caso dele foi registrado como o primeiro óbito de atletas durante os Jogos na Era Moderna. 

Segundo os médicos da época, o atleta morreu por ter passado sebo no corpo - dificultando a transpiração. Além disso, ele não teria usado protetor solar e teria tomado uma substância para melhorar a performance, o que contribuiu para a morte.  

O maratonista português Francisco Lázaro morreu de desidratação extrema. (Reprodução\ Arquivo)

Roma- 1960

Após 48 anos da primeira fatalidade nos Jogos Olímpicos, ocorreu a morte do ciclista dinamarquês Knud Enemark Jensen, durante a  prova de 100 km contrarrelógio por equipes. Na ocasião, um dos quatro atletas do time teria abandonado o circuito por insolação, o que consequentemente, teria sobrecarregado os outros três componentes que permaneceram na competição.

Mesmo se sentindo muito mal, Jensen prosseguiu na prova, porém, horas depois caiu e bateu o crânio na calçada. Ele chegou a ser encaminhado para o hospital, mas não resistiu e morreu.  Na autópsia do atleta, foi revelado que o ciclista competiu sob a influência de uma anfetamina que fez cair sua pressão arterial. O fato seria considerado doping nos dias de hoje. 

Mesmo se sentindo muito mal, Jensen prosseguiu na prova, porém, horas depois caiu e bateu o crânio na calçada. (Reprodução\ Arquivo)

Durante os treinamentos

Berlim- 1936

O piloto de planador austríaco Ignaz Stiefsohn morreu na colisão de sua aeronave durante um treino para a modalidade que, na época, era um esporte de exibição.

Innsbruck- 1964

Os Jogos Olímpicos de Inverno ficaram marcados pelas mortes de dois atletas durante os treinos. O esquiador Ross Milne, de 17 anos, teria perdido o controle e chocou-se contra uma árvore. Na época, a confederação do esportista alegou que o problema teria sido por causa da inexperiência do atleta. Já o britânico Kazimierz Kay-Skrzypeski morreu em treino do luge, uma espécie de trenó em que o atleta desce a pista deitado.

Albertville-1992

O suíço Nicolas Bochafay, de 27 anos, atleta de esqui de velocidade, na modalidade de exibição, teria colidido com uma máquina usada para preparar a neve, na estação de Lês Arcs, na França, e morreu na pista de treino. 

Vancouver- 2010
O georgiano Nodar Kumaritashvili, de 21 anos, que competia no luge,  morreu após colidir violentamente contra uma pilastra enquanto treinava para a competição no Whistler Sliding Center.

O georgiano Nodar Kumaritashvili, de 21 anos, que competia no luge,  morreu após colidir violentamente contra uma pilastra. (Reprodução\ Redes sociais)

Após a competição 

Berlim- 1936

O boxeador romeno Nicolae Berechet morreu três dias após sua última luta, em decorrência dos golpes que teria levado durante a competição de Berlim. 

Paris-1900

O esgrimista francês Edmond Brassart veio a óbito durante o desabamento da Passerelle des Invalides, ponte temporária construída para a Expo Mundial, realizada no mesmo ano na capital francesa.

Londres-1948

A ginasta checa Eliska Misáková teria contraído poliomielite durante a competição e morreu no último dia do evento. Na ocasião em questão, ela fazia parte da equipe que conquistou o ouro olímpico na época.

Rio- 2016

O  técnico de canoagem alemão Stefan Henze, atleta medalhista de prata em Atenas, durante os jogos de 2004, faleceu durante um acidente de trânsito a bordo de um táxi, na capital carioca. 

O  técnico de canoagem alemão Stefan Henze. (Reprodução\ Redes sociais)
Olimpíadas
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE OLIMPÍADAS

MAIS LIDAS EM OLIMPÍADAS