Campeão do UFC, Deiveson Figueiredo é recebido com festa no aeroporto

O lutador paraense desembarcou na madrugada desta quarta-feira (22) na capital paraense

Andreia Espírito Santo

Familiares e amigos esperavam por Deiveson Figueiredo (Cristino Martins)O campeão do UFC na categoria peso-mosca, Deiveson 'Daico' Figueiredo, desembarcou na madrugada desta quarta-feira (22) em Belém (PA). Ele foi recebido com muita festa pelos familiares, amigos e torcedores no aeroporto.  A expectativa era que o lutador paraense chegasse em Belém na segunda-feira, mas ele acabou perdendo o voo e jornada até a capital paraense precisou ser replanejada. Mas nem o novo horário impediu a família e os amigos em recepcionar o campeão do UFC. 

O “Deus da Guerra”agradeceu o apoio e afirmou que isso foi fundamental para conseguir a vitória, no último sábado, em cima do norte-americano Joseph Benavidez.

"Eu mostrei ao mundo que tudo é possível. Eu saí lá da fazenda e cheguei ao maior evento do mundo e sou dono do cinturão. E vou representar nós, brasileiros, paraenses e marajoaras, muito bem", afirmou. 

Deiveson, o filho Benício e o públicou que foi no aeroporto para comemorar o cinturão do UFC (Cristino Martins)

Ainda nesta semana, Deiveson partirá para Soure, na Ilha do Marajó, local onde nasceu e foi criado para prestar homenagem aos avós. Segundo o lutador, os avós foram os maiores incentivadores para que o neto fosse lutador e enfrentasse todos os obstáculos. 

"Eu tenho dois avós. Minha missão era trazer o cinturão e fazer uma homenagem a eles. E eu estou super feliz porque consegui e vou cumprir o que falei que era fazer uma homenagem aos dois avós que eu amo de paixão e que não quero que cai em esquecimento nunca. Se hoje eu sou lutador é por eles. Eles sempre gostaram da luta e amantes da luta marajoara. Há uma história linda para contar", comentou. 

 

Ele ainda falou sobre os planos para o futuro. Na terça-feira, o lutador mexicano Brandon Moreno, terceiro colocado no ranking da categoria desafiou o atual campeão do peso-mosca. 

"Hoje sou dono do cinturão e tenho que sempre manter o peso. Até porque já tem lutador querendo confronto. Ele (Brandon) falou que o mundo precisava de mais amor e menos guerra e eu respondi que daria amor para ele no primeiro round em novembro. Que ele esteja preparado, porque em novembro vou estar chamando ele para lutar", afirmou. 

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES