Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

A história de Vivi: da picada da cobra ao auge na seleção brasileira de basquete em cadeira de rodas

Vivi é um dos destaques do All Star Rodas

Andre Gomes

Diversos casos no dia a dia comprovam a capacidade do esporte em mudar vidas e promover a inclusão social. Um caso que exemplifica isso no cenário esportivo paraense é a história de Vileide Almeida, a Vivi, paratleta do All Star Rodas/Remo - clube que disputa o basquete em cadeira de rodas.

Em conversa com a equipe de O Liberal, Vivi contou um pouco sobre sua história, que se por um lado envolve dor, também é recheada de superação.

História

Picada por uma cobra aos 12 anos, a paratleta teve o pé esquerdo atrofiado. "Sempre fui uma criança muito tímida, mas que gostava muito de brincar. Não praticava esporte. Só fui conhecer mesmo depois que fiquei deficiente. Foi aí que toda minha vida mudou", revelou. "Conheci o basquete em cadeira de rodas aos 15 anos, por um amigo que já treinava. Não fui eu que escolhi o basquete, mas ele que me escolheu".

Sucesso

A caminhada até aqui está sendo bem sucedida para Vileide. Graças às performances no All Star Rodas/Remo, a paratleta chegou à Seleção Brasileira do basquete em cadeira de rodas. No final de 2019, Vivi recebeu o prêmio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) de melhor do ano na modalidade.

Segundo Vivi, toda essa experiência mudou a percepção que ela tinha da vida: "Hoje não vejo minha vida longe do esporte. Ele me deu forças para superar muitas coisas, principalmente minha deficiência. Me fez ver a vida de uma forma diferente", comentou. "A minha maior motivação hoje em continuar é poder ver a alegria dos meu pais, porque superei muitos bloqueios que tinha de mim mesma. Já tive muito preconceito comigo a respeito disso. É ter muita fé em Deus e nunca desistir de nós mesmo, pois através de nossas forças, muitas pessoas irão se fortalecer também", concluiu.

All Star Rodas

Em 1996, Wilson Corrêa, o Caju, promoveu a fundação do clube. Hoje, além do basquete, o clube oferta também atletismo. São em torno de 90 cadeirantes em Belém. Eles recebem apoio médico e psicológico. Recheada de histórias de superação, a All Star Rodas também possui uma coleção de títulos. São mais de 15 campeonatos brasileiros, somente contando o feminino.

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES