Na briga pelo acesso, executivo do Ypiranga desmente salários atrasados: 'Não procede'

Clube gaúcho será o adversário do Paysandu em Erechim (RS)

Redação Integrada

No próximo sábado (17) o Paysandu terá o jogo mais importante da temporada 2020. O Papão encara o Ypiranga-RS, fora de casa e uma vitória garante o clube paraense na Série B. Mas por outro lado o adversário bicolor e ainda possui chances de acesso, basta vencer o Paysandu e torcer para que o Remo vença o Londrina-PR. Nesta semana a diretoria do Canário se pronunciou em relação a um possível atraso de salário dos atletas.

Em contato com a equipe de OLiberal, o executivo de futebol do Ypiranga, Renan Mobarack, desmentiu a informação de que o elenco e comissão técnica do Canarinho estivesse com os salários em dia. O dirigente informou ainda como o clube trabalha na questão de formatação e gastos e que o objetivo de subir de divisão ainda é possível.

“Estou à frente do Ypiranga-RS desde 2017 e nesse tempo nunca tivemos atrasos salariais. São pagos rigorosamente em dia, no quinto dia útil cai na conta do profissional e dia 15 é a imagem (direito de imagem). Não procede essa informação de salários atrasados. Em três anos que estou aqui nunca atrasou salário, pois fazemos um trabalho de muita solidez financeira e a palavra que eu sempre preguei aqui é ‘austeridade’. Só gastamos o que nós temos, nunca fizemos aventuras, somos um grupo modesto, temos a menor folha da Série C, mas nem por isso nós deixamos de alcançar os objetivos propostos por nossa diretoria e por mim”, disse.

O Ypiranga é o quarto colocado no quadrangular com quatro pontos, o clube não depende somente de seu resultado para obter o acesso. Para a partida o clube gaúcho contará com todos os atletas.

“Nós iremos para todos os jogadores para a decisão, o Celso (técnico) terá todos à disposição. Muita confiança pelo desempenho que tivemos até o momento, respeitamos a equipe do Paysandu que é um dos grandes do futebol brasileiro, mas vamos em busca do resultado positivo que pode nos colocar na Série B”, contou.

SEM CLIMA TENSO

Mobarack afirma que o clima está tranquilo na cidade e que a delegação bicolor será bem recebida.

“Estou em contato permanente com o pessoal do Paysandu, todos serão muito bem tratados aqui. Erechim (RS) é a capital da amizade, pois recebe todos muito bem, o Paysandu já esteve aqui no ano passado e pode comprovar isso. As diretorias são parceiras, foi assim com o Remo, são todos muito bem recebidos”, finalizou.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES