Goleiro que passou pelo Paysandu é suspeito de agredir a ex-noiva

Jogador atualmente está na Chapecoense-SC

Redação Integrada

Ex-Paysandu, o goleiro Ivan, da Chapecoense-SC, pediu liberação do clube para resolver problemas pessoais, mas não retornou ao clube. Segundo o site G1 Minas Gerais, ele é suspeito de ferir a ex-noiva e de ter roubado dois celulares (dela e de um rapaz), na cidade de Espinosa (MG), na última quarta-feira (13).

Ivan, de 34 anos, é esperado pela diretoria da Chape. Na manhã desta quinta-feira (14), na apresentação do zagueiro Gum, o presidente do time catarinense , Plínio David de Nês Filho, disse que espera a apuração do ocorrido para que o clube tenha um posicionamento oficial.

“Infelizmente temos que responder a pergunta em um momento que estamos recebendo um atleta que é símbolo do futebol brasileiro e nos deparamos com uma situação que não esperávamos. Entretanto, a diretoria não vai se manifestar até os fatos serem esclarecidos, verem a veracidade dos fatos que constam na reportagem para depois nos manifestarmos”, falou.

NO PAYSANDU

O goleiro Ivan Soares passou pelo Paysandu na temporada de 2015. O jogador foi contratado para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B e era reserva do goleiro Emerson. Pelo Papão Ivan atuou em cinco partidas. 

Futebol