Alegando revolta, técnica do Rio Branco se demite após contratação do goleiro Bruno

Bruno Fernandes foi contratado para a sequência da temporada 2020

Redação Integrada

A contratação mais polêmica da história do Rio Branco-AC continua rendendo. O acerto com o goleiro Bruno Fernandes, cuja carreira foi interrompida pela sua condenação no caso Eliza Samudio, gerou  insatisfação.  

A técnica do time feminino do Rio Branco, Rose Costa, pediu demissão do clube após a  contratação.Em entrevista ao UOL, Rose disse que se sentiu revoltada. "Foi uma decisão unilateral, uma vez que parte da diretoria não concordava com essa contratação. Soube que o presidente havia fechado negócio com o Bruno por meio da imprensa, acredita? Mesmo com apelo tanto de torcedores como de funcionários do clube, não houve como negociar", afirma.

Na referida entrevista, Rose explicou detalhadamente o seu posicionamento. "Sou profissional de Educação Física há mais de 30 anos, sei que o esporte de rendimento principalmente o futebol  tem uma conotação importante de formação cidadã. O atleta não é um mero profissional, ele é um exemplo para a sociedade, para os jovens. E como um homem que cometeu um crime bárbaro como esse pode ser exemplo para alguém?", indaga.

O Rio Branco-AC disputará a sequência do Campeonato Acreano, o Campeonato Brasileiro da Série D e, possivelmente, a Copa Verde – caso a competição seja confirmada.

Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES