Tirar as famílias do Serasa é prioridade do governo federal, diz Haddad em Fórum Econômico

Em participação nesta terça-feira (17), Haddad falou sobre suas prioridades à frente da economia nos próximos anos

O Liberal

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, participam do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. O evento começou na segunda-feira (16) e segue até esta sexta (20).

Em participação nesta terça-feira (17), Haddad falou sobre suas prioridades à frente da economia nos próximos anos. Segundo o ministro, a agenda de crédito é uma prioridade, para melhorar o sistema de garantia no Brasil e retirar as famílias do Serasa.

"O órgão negativa os devedores", explicou Haddad durante a conversa. "As pessoas estão devendo e não estão podendo pagar, ficam à parte do sistema de crédito, e vamos retirar essas pessoas da negativação para voltarem ao mercado de consumo", adianta.

O ministro também citou como importantes a política de valorização do salário mínimo e a agenda regulatória, que, segundo ele, vai melhorar o ambiente de investimentos, seja com parcerias privadas ou com orçamento público.

Já sobre a reforma tributária, outra prioridade do governo federal, Haddad citou momento para a discussão: ainda no primeiro semeste deve ser votada a reforma sobre o consumo. No segundo semestre ele também pretende incluir a reforma do Imposto de Renda, para "desonerar camadas mais pobres do imposto e onerar quem não paga, reequilibrando o sistema tributário brasileiro para melhorar a distribuição de renda no Brasil".

Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA