Planos de saúde ganharam mais de 100 mil novos clientes em agosto

Aumento no Pará foi tímido, apenas 333 novos beneficiários; corretor afirma que custo alto é o motivo

Daleth Oliveira

Os planos de saúde de assistência médica ganharam mais de 100 mil usuários em agosto, de acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), chegando a quase 50 milhões de usuários no Brasil. No Pará, o salto foi mais tímido, de 333 novos clientes, chegando ao total de 838.836.

Quanto aos planos exclusivamente odontológicos, o Estado também cresceu com mais 1.968, chegando a 834.440 beneficiários. No País, o crescimento foi de 300 mil novos usuários em um mês. Os dados estão disponíveis na Sala de Situação, ferramenta de consulta do portal da ANS.

O corretor de plano de saúde Anderson Leal afirma que as vendas melhoraram nos últimos meses, porém, ainda é difícil fechar novos contratos por causa dos valores altos. “Por conta da pandemia, eu passei a vender mais nas redes sociais, que são boas ferramentas de vendas. O cliente envia os documentos e na mesma hora já iniciamos o contrato. Entretanto, tenho convicção que ainda não estamos vendendo com todo nosso potencial porque o custo de um plano de saúde hoje está cada vez maior”, relata o profissional.

“Eu mesmo pago R$ 391 para meu filho que tem 4 anos. É absurdo. Então, agosto realmente foi um mês bom, mas podia ser melhor e não é porque o valor das mensalidades assustam os clientes. Não cabe no orçamento das pessoas assalariadas”, reclama Anderson.

Dados nacionais

Em um ano, entre agosto de 2021 e agosto de 2022, 1.579.034 pessoas contrataram planos médico-hospitalares, o equivalente 3,27% de aumento em relação a agosto de 2021. Apenas em um mês, entre julho e agosto deste ano, foram registrados 112.053 novos usuários. Com isso, há hoje 49.912.645 usuários em planos de assistência médica no país.

Já os planos exclusivamente odontológicos somam um total de 30.357.386 de usuários no Brasil. No último ano foram 2.335.469 novos beneficiários, o que representa 8,33% de crescimento no período. Em um mês, foram registrados 312.871 novos beneficiários.

Apesar do número de usuários de planos de assistência média ter crescido em 25 unidades federativas, os maiores aumentos se deram em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Os planos odontológicos ampliaram a adesão em 26 unidades federativas, sendo São Paulo, Minas Gerais e Paraná os estados com maior crescimento em números absolutos no último ano.

Os dados estão disponíveis para consulta no portal da ANS. É possível consultar a evolução de beneficiários por tipo de contratação do plano e por unidade federativa em diferentes competências. Segundo a Agência, os números podem sofrer alterações retroativas em razão das revisões efetuadas mensalmente pelas operadoras.

Palavras-chave

Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA