Encontro reúne os mil alunos atendidos por programa de qualificação da Prefeitura de Belém

O Donas de Si oferece capacitação profissional para pessoas em situação de vulnerabilidade social

O Liberal
fonte

Um encontro no Centur marcou, na manhã desta quinta-feira, 19, a reunião dos cerca de mil alunos atendidos pelo programa de qualificação profissional Donas de Si, capitaneado pela Prefeitura de Belém, por meio do Banco do Povo. Ao todo, desde que o programa foi lançado, foram realizadas 58 turmas, que concluíram 22 de cursos de capacitação. O evento contou com a participação do prefeito Edmilson Rodrigues, gestores municipais, alunos, instrutores e parceiros do programa. 

Segundo o prefeito, o principal foco do Donas de Si são as mulheres, que chefiam mais de 90% das famílias atendidas pelo programa de transferência de renda Bora Belém, portanto, trata-se de uma ação conjunta entre esses programas. “O Donas de Si vem como um complemento necessário, é a formação profissional, é a diplomação por instituições renomadas na área da formação profissional, como é o caso do sistema S. Assim, em qualquer lugar do território brasileiro esse diploma tem validade”, destacou. 

De acordo com o gestor municipal, além do Bora Belém e do Donas de Si, a prefeitura também tem investido, por meio do Banco do Povo, no fomento ao microcrédito, para que as pessoas mais vulneráveis possam empreender de maneira individual ou coletiva. “Pelo que eu tenho pesquisado, o Banco do Povo de Belém é o único no mundo que financia os microempreendimentos a juro zero. Num país que tem os juros mais estratosféricos do mundo, isso faz a diferença”, pontuou, acrescentando que, hoje, cerca de 18 mil famílias belenenses são beneficiadas com o Bora Belém. 

A dona de casa Kélem Moraes, de 40 anos de idade, é moradora do bairro de São Brás, em Belém, e já participou de dois cursos, na área de cabelo, por meio do Donas de Si. Ela conta que tomou conhecimento  do programa através de amigas, decidiu participar dos cursos e agora sonha em se qualificar cada vez mais e começar a empreender. “Primeiro eu fiz o curso de corte de cabelo e, depois, fiz hidratação e escova. Sempre tive vontade, mas nunca tinha trabalhado com cabelo, então, por enquanto, estou praticando com a minha família, treinando as técnicas que eu nem imaginava que existiam. Agora abriu o curso de corte e costura e eu já estou querendo fazer também”, contou. 

Durante o evento, também foi lançado o Mapa Digital do programa, que ficará disponível no site do Banco do Povo e disponibilizará a localização dos atendimentos realizados em 37 bairros de Belém. Ele vai conter o número de pessoas atendidas, gêneros desses alunos e os cursos realizados por eles, além de conter fotos de alunos e turmas. Outra informação adicional do Mapa será sobre o Crédito Solidário, também realizada por meio do Banco do Povo para apoiar pequenos negócios. O Mapa vai trazer, por bairro, o número de pessoas atendidas e os valores liberados. 

 

Palavras-chave

Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA