Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Projeto de extensão da UFPA estimula a produção literária por alunos de graduação e pós-graduação

No período de 10 a 16 de setembro, o projeto vai realizar a 1° edição do Encontro de Livreiros Independentes na Universidade Federal do Pará, Campus Guamá

Thainá Dias

Com o intuito de incentivar cada vez mais a produção literária, o projeto de extensão Mão&Obra, do Instituto de Letras e Comunicação da Universidade Federal do Pará (ILC/UFPA), busca ocupar este espaço e valorizar a escrita da literatura como parte da experiência universitária dos alunos de graduação e pós-graduação, especialmente para a formação dos profissionais de letras. O projeto é coordenado pelo professor Thomas Fairchild. No período de 10 a 16 de setembro, o projeto vai realizar a 1° edição do Encontro de Livreiros Independentes na Universidade Federal do Pará, Campus Guamá. O evento será gratuito e contará com rodas de conversa com pessoas que escrevem, fabricam, vendem, leem e interpretam livros. Haverá também o lançamento de livros físicos e virtuais, uma feira com a participação de sebos com livros, cds e revistas, além de uma programação cultural com diversos ritmos e estilos que variam de shows de carimbó, rock e MPB, até saraus e performances poéticas.

O projeto desenvolve oficinas de escrita, rodas de conversa, encontros virtuais com editores, escritores, livreiros, artistas, além de eventos presenciais voltados ao mundo da literatura. Segundo o coordenador, Thomas Fairchild, “a expectativa é darmos mais um passo no processo de cultivar redes de trabalho que fortaleçam a cadeia de produção da literatura. O objetivo é conseguir colocar jovens escritores, pessoas que estão cheias de textos na gaveta, em contato com gente que possa ajudá-los a colocar esses textos na rua”, explicou.

Thomas ressalta ainda que “temos dezenas de alunos, talvez centenas, que escrevem poesia, crônicas e contos, alguns têm projetos para romances, ideias muito elaboradas e ambiciosas até. Ao mesmo tempo, a experiência de escrever literatura está praticamente ausente do currículo dos cursos, de modo que eles não encontram na faculdade um espaço onde possam amadurecer esses projetos. Então precisamos trabalhar isso nas escolas, e a universidade não deixa de ser uma escola de nível superior, para que as pessoas sintam que escrever literatura é uma possibilidade real”, concluiu o coordenador.

O projeto desenvolve ainda, um grupo de escrita com reuniões bissemanais, voltados à produção e o compartilhamento de textos desenvolvidos a partir de desafios propostos pelo grupo. Os textos passam pelo processo de leitura, comentários e reescrita em grupo, como uma proposta de reavaliação por parte do autor. 

Vale destacar que a programação contará, ainda, com quatro oficinas sobre técnicas e conhecimentos utilizados na produção de literatura e produção de livros. Dentre elas estão: oficinas de produção de livros artesanais, ilustrações literárias, contação de histórias e auto publicação digital. Os interessados na oficina devem realizar suas inscrições na página do evento, sendo necessário o pagamento de taxa para garantir sua inscrição.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA