Preamar do Patrimônio visa levar conhecimento e conscientização para os paraenses

Programação voltada para o conhecimento sobre a preservação patrimonial no Estado, será gratuita, de 1 a 5 de novembro em Belém

Thainá Dias

A partir desta terça-feira (01), vários espaços da Secretaria de Estado de Cultura do Estado viram palco do Preamar do Patrimônio, programação alusiva ao Dia do Patrimônio Estadual, com mesas, exposições, oficinas, visitas e bate-papo para abordar o valor público e a importância da preservação dos patrimônios histórico do Estado. O objetivo da pasta é envolver o público paraense com a história local através de ações que evidenciam as memórias remanescentes do tempo passado, observadas na preservação material dos patrimônios da região.

Segundo o secretário de cultura, Bruno Chagas, “o incentivo do nosso projeto é incentivar e conhecer a política de preservação patrimonial realizada pelo estado, é uma semana que faz alusão ao Dia do Patrimônio e é muito importante que a população possa interagir, conhecer e acima de tudo, entender como funciona a política de preservação do estado do Pará. Nós temos várias temáticas. Estamos ainda em uma discussão de mais um elemento para nosso patrimônio. Então é aberto ao público para que cada vez mais haja essa conscientização”, afirmou.

A abertura solene da Preamar do Patrimônio será às 9h, de quinta-feira (3), no Centro Cultural Palacete Faciola, com a presença do secretário de Cultura, Bruno Chagas; a diretora do Departamento Histórico, Artístico e Cultural (Dphac), Karina Moriya; o diretor de Patrimônio, Helder Moreira; e a superintendente Rebeca Ribeiro, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/PA).

A programação segue até o dia 05 de novembro. E com nesta terça-feira (01), às 10h, com o Museu de Imagem e do Som (MIS), que realiza a projeção comentada “Carimbó e o audiovisual no Pará” e será exibido os documentários “Vamos dançar Carimbó?”, de Afonso Gallindo, e “Homenagem ao mestre Lucindo”, da TV Cultura. Dando continuidade às atividades, a exposição “Carimbó, origens e diversidade” inicia na quinta-feira (3), das 9h às 17h, na Capela do Museu do Estado do Pará, com um acervo contemporâneo de instrumentos, obras visuais e plotagens do Carimbó, baseado no Dossiê do Iphan. A mostra estará disponível até 4 de dezembro. Já a Casa das Onze Janelas, organiza uma experimentação artística-estética intitulada “Contando história: resistência e subjetividade”, com a leitura e a análise crítica das obras do Arte Pará que retratam o negro e o indígena, considerando as técnicas de desenho, pinturas e colagem dos artistas. Encerrando o Preamar do Patrimônio, das 16h às 20h da noite, o Centro Cultural Palacete Faciola oferece a feira criativa “Tardezinha Patrimonial”, na área externa do espaço (estacionamento). Na ocasião, serão comercializados vinis, antiguidades, flores, comidas regionais e produtos que remetem ao patrimônio cultural paraense. Os visitantes ainda poderão apreciar a apresentação musical do mestre Curica da Guitarrada. A programação completa pode ser conferida no site da Agência Pará.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA