Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'O Príncipe do Nilo' musical paraense se prepara para gravar clipe em Mosqueiro; a peça estreia em setembro

Com roupagem atual, conta a história de Moisés com um elenco de 34 atores e atrizes, 24 canções e duas horas de espetáculo

Emanuele Corrêa

O espetáculo musical "O Príncipe do Nilo", da Cia Attuô, narra a história mundialmente conhecida de Moisés, que é retratada no livro Êxodo nas bíblias Cristã e Judaica, o Torá. A história ganhou inúmeras versões em desenhos, filmes, quadrinhos, novelas, etc. A produção paraense ganhará um clipe gravado na praia de Mosqueiro em julho e estreia o espetáculo de 22 a 24 de setembro, no Teatro do Sesi.

Kleber Dümerval, diretor artístico e cenógrafo do Príncipe do Nilo, relembra um pouco da história e como o espetáculo de 2 horas está dividido. "Inspirado no desenho bíblico ‘O Príncipe do Egito’ e no livro ‘Êxodo’, narra a história de Moisés, libertando os escravizados quando eles atravessam o Mar Vermelho, que milagrosamente, abre-se para eles passarem e saírem do Egito. O nosso espetáculo reúne 34 atores e atrizes, entre bailarinos. Terá 24 canções, em dois atos musicais", contou o diretor.

Para chegar em um elenco de 34 pessoas, antes, a equipe técnica composta por Kleber, Lenno Ávila (direção geral e artística), Danilo Monteiro (direção teatral e roteiro), Paulo Lima (preparação de elenco), Lidia Marçal e Giovanna Marçal (direção musical e preparação vocal), Bel Lobato e Diego Jaques (direção coreográfica) fizeram uma seleção aberta, onde se inscreveram mais de 70 pessoas, contou Lenno Ávila, diretor geral do processo.

O projeto é independente, diz o diretor artístico e os ensaios acontecem três vezes na semana. Mas, para isso ser possível, a Cia Attuô conta com a parceria de outros artistas e apreciadores da arte, que cedem os espaços para os ensaio, entre eles: Swam Studios, Escola Mirai de Dança, Studio Ballet Garcia, Casa de Artes Tiago de Pinho, Casa do Fábio e Lacor UFPA, concluiu Kleber.

Elenco após último ensaio de finalização do primeiro ato do espetáculo (Reprodução / Divulgação O Príncipe do Nilo)


História ganha nova roupagem nas mãos de artistas paraenses

A ideia inicial da Cia Attuô era apresentar o espetáculo em 2020 - mas a pandemia dilatou os planos -, pois desde 2017 a equipe vinha amadurecendo a ideia do espetáculo, conta Kleber Dümerval, que além de assinar a direção artística e cenografia, também interpreta um dos sacerdotes na peça. "Tivemos um adiamento por conta da pandemia, mas continuamos na ideia de abordar de maneira contemporânea o livro do Êxodo. Buscamos dar uma 'roupagem' e uma linguagem atual às situações que permeiam essa que é uma das histórias mais famosas do mundo antigo. Decidimos ir por um caminho que mistura as linguagens de musical, teatro e dança, visando uma versão poética e totalmente renovada", contou.

Um dos diferenciais da obra paraense está em abordar as relações afetivas e familiares, perante às diferenças religiosas, relação de poder entre os personagens protagonistas. Outra questão é usar um visual simbolista e atual, contou Kleber com exclusividade a equipe da Redação Integrada de O Liberal.

Apesar de o espetáculo ainda estar longe da estreia, os artistas já finalizaram o primeiro ato e irão gravar um videoclipe em Mosqueiro, da canção "Quando você tem fé", que é a versão brasileira de "When You Believe", eternizada nas vozes de Whitney Houston e Mariah Carey. "O primeiro ato está finalizado e será gravado um clipe da música 'Quando você tem fé', na praia de Mosqueiro no dia 6 de agosto. No mês de Julho, às prévias das apresentações - só com música - acontecerão nas Igrejas de Belém (programação ainda está sendo fechada com os espaços). A produção é toda paraense, de artistas e produtores que já atuam na cena há dez anos", reforçou Kleber.

Giovanna Marçal, diretora musical e preparadora vocal do espetáculo afirma que, desde o início do processo, a obra foi estudada de forma prática e minuciosa. E que as gravações musicais do clipe estão sendo finalizadas. "Muitas repetições e ajustes para que o resultado saia o melhor possível. A gravação contou com as vozes de parte do elenco, será lançado em breve, estimado para o mês de agosto", arguiu.

Segundo a artista, o diferencial do espetáculo está não só na temática, mas também na versão brasileira produzida pelos paraenses e trabalhada com os arranjos vocais desenvolvidos pelas diretoras. "O diferencial do espetáculo, além da temática, são as influências não-ocidentais na composição musical, trazendo uma roupagem diferente e surpreendendo os nossos ouvidos", declarou.

"Trabalhar com esse elenco tem sido desafiador por conta do grande número de pessoas, mas eles têm me surpreendido com a velocidade que temos avançado com as canções", finalizou Giovanna.

 

Serviço

Local: Teatro do SESI

Data: 22 a 24 de setembro de 2022

Horário: Quinta e Sexta às 20h. Sábado (24) com sessão matinê com acessibilidade (libras) e preço popular  as 10h e sessões normais às 17h e 20h30

Lançamento do clipe: segunda quinzena de agosto

Apresentação musical: em Julho nas Igrejas

Mais informações: @oprincipedonilo

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA