Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Novo trabalho do escritor paraense Charles Trocate chega nas plataformas de streaming

O EP “Balada para Mão Esquerda” possui quatorze poemas com vozes do autor e arranjos do instrumentista Leonardo Costa

Thainá Dias

O poeta e escritor paraense Charles Trocate lançou seu novo trabalho, o EP “Balada para Mão Esquerda”, que marca seus 20 anos de carreira na literatura. O EP possui 14 poemas com vozes do autor e arranjos do instrumentista Leonardo Costa e foi gravado no Estúdio Casa da Sogra, em Belém. O EP é lançado pouco tempo após o autor receber o título de Cidadão Honorário pela Câmara Municipal de Parauapebas.

“Esse ano eu completo 20 anos do meu primeiro livro. Nele, estão registradas as minhas primeiras influências. O poeta também é aquele que cria sua própria forma de poetizar. Então meu novo trabalho é um balanço desses anos de literatura. É uma prestação de contas para a sociedade de forma em geral da minha trajetória. São poesias que eu já tinha gravado na cabeça e decidi colocar no papel agora”, explica Charles.

“Eu fiz o EP para confraternizar com grandes amigos e leitores, sendo a expressão de um encontro com a sociedade em evolução. É para quem tem necessidade de poesia, dei o melhor de mim nesse trabalho e procurei fazer algo bem democrático e acessível para todos. A arte é autônoma, a gente pode inclusive discutir sobre o mundo através da arte. Porque através dela, somos levados para o reino da liberdade. Ela anima o mundo, é uma das formas mais genuínas de estabelecermos um novo olhar”, refletiu o poeta.

Para o novo trabalho, Charles selecionou poemas dos livros “Bernardo - meus poemas de combate”; “Ato Primavera” publicado pela Editora Expressão Popular em 2007; “Búfalo antigo - ou Gabriel e outras orquídeas no bolso”, que é resultado do projeto “Búfalo antigo, a poesia de Charles Trocate” produzido via incentivo da Lei Aldir Blanc, pelo Conselho Municipal de Cultura de Parauapebas, no ano de 2021.

Charles Trocate é natural de Castanhal, no Pará,  e mora no município de Parauapebas, sudeste do Pará. Na infância e no início da juventude, foi vendedor de frutas, picolé, pão, calçados, engraxate, extrator de areia, marceneiro, cobrador de ônibus e goleiro de futebol, mas onde se encontrou foi no universo da literatura.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA