Do tamborzinho ao tecladinho: veja o que mais tocou no streaming brasileiro em 2020

Do piseiro d'Os Barões da Pisadinha ao pop de Dua Lipa, novidades na música fizeram sucesso nas plataformas de streaming em 2020

Redação Integrada

No ano em que os shows tiveram que ser remarcados ou cancelados, o streaming foi uma das principais plataformas dos artistas da música. Mesmo assim, 2020 foi o ano em que não faltou música, e o brasileiro ouviu de tudo. As listas de mais ouvidas das principais plataformas de streaming do país, divulgadas este mês, mostram que o ano foi do piseiro, mas também da música pop e também da sofrência.

No Spotify, um dos destaques ficou por conta da playlist Esquenta Sertanejo, que se tornou a maior da plataforma no Brasil, entrando para o top 10 das mais ouvidas no mundo. O gênero também foi um dos mais bem sucedidos no Spotify, Marília Mendonça foi a artista mais ouvida no Brasil este ano, mas mais artistas do sertanejo também entraram no Top 10: Henrique & Juliano, Gusttavo Lima, Zé Neto e Cristiano, Jorge & Mateus e Maiara e Maraisa.

A lista de artistas conta ainda com Anitta, DJ Alok, e uma surpresa que tomou conta do Brasil este ano com um gênero que tem a cara do Nordeste: Os Barões da Pisadinha. A dupla da Bahia formada por Rodrigo e Felipe Barão teve ainda o álbum “Batom de Ouro” entre os 10 mais ouvidos na plataforma.

E se no Spotify Os Barões da Pisadinha não emplacaram uma música no top 10 de mais ouvidas, no YouTube eles são os únicos que aparecem mais de uma vez na lista de 10 vídeos de música mais assistidos da plataforma. Os vídeos de “Basta Você Me Ligar (Ao Vivo) ft. Xand Avião” e “Recairei (Ao Vivo)” ocupam, respectivamente, a quarta e quinta posição na lista.

Além da dupla sensação da Bahia, a lista do YouTube tem “Graveto”, de Marília Mendonça no topo; seguida por “Volta Por Baixo - DVD Ao Vivo no Ibirapuera”, de Henrique & Juliano; e “Oh Juliana”, de MC Niack. A lista da plataforma é completa com músicas de Dennis & Mc Don Juan, Poesia Acústica #9, Mc Marks, Eduardo Costa e Luísa Sonza.

O sucesso do piseiro também refletiu na plataforma de música Deezer. Por lá, nos últimos seis meses, por exemplo, o ritmo bombou no país e os cantores do gênero receberam um crescimento de 65% no consumo de suas músicas. Assim, não podia ser diferente: a dupla composta por Rodrigo e Felipe Barão foi a mais escutada do gênero no Brasil e no mundo. Enquanto no Brasil eles apareceram na 5ª posição no ranking geral, em nível mundial eles deram as caras na 15ª posição.

O forrozeiro mais escutado do ano passado também participa do Top 3 da Deezer. Na segunda posição, Wesley Safadão continuou fazendo os brasileiros dançarem e se emocionarem ao som de músicas como ‘Despedida’ e ‘Dois Lados".

'BBB' e TikTok fizeram os hits gringos no Brasil

O ano de 2020 também foi dos artistas gringos nos fones de ouvido e caixas de som do Brasil, e os motivos do sucesso foram os mais variados possíveis. Uma das estrelas dos rankings, por exemplo, foi Dua Lipa. Após toda a repercussão de "Don’t Start Now" no país, com a Manu Gavassi dançando a coreografia quase que diariamente durante sua passagem pelo “Big Brother Brasil”, esta foi a segunda música internacional mais ouvida neste ano no país no Deezer, perdendo apenas para “Dance Monkey”, de Tones and I.

Nos rankings do Spotify no Brasil, Dua Lipa também roubou a cena. Na lista de 10 álbuns mais ouvidos no país, por exemplo, “Future Nostalgia” é o único álbum gringo. O hit “Don’t Start Now” segue a mesma linha, sendo a única em inglês entre as 10 mais ouvidas por aqui, tornando-se a música grinda de melhor desempenho no Spotify Brasil.

No Deezer Brasil, Ariana Grande e Lady Gaga, que bombaram esse ano com o feat "Rain On Me", também dominaram as paradas: as cantoras ocupam o segundo e terceiro lugar entre as artistas gringas mais ouvidas, respectivamente. Os homens também entraram na lista, J Balvin, The Weeknd e Ed Sheeran também estão entre os 10 artistas internacionais mais tocados no Deezer Brasil.

Ainda no Deezer, entre as 10 músicas gringas que mais tocaram no país ao longo do ano, 2 são hits que viralizaram em vídeos do Tik Tok, mostrando a força desta rede por conta de suas coreografias e desafios, são elas: “Dance Monkey”, de Tones and I; e "Lose Control", de Becky Hill, GOODBOYS e Meduza. Os astros do pop Shawn Mendes, Camila Cabello, Justin Bieber e Harry Styles também não ficaram de fora e tiveram seus singles emplacados no top 10.

O que o mundo ouviu em 2020

Em um ano marcado por tantas surpresas, a música mais ouvida no Spotify por todo o mundo não é de um artista dos Estados Unidos. No ranking global da plataforma, com mais de 8,3 bilhões de streams, quem assumiu o primeiro lugar de artista mais ouvido de 2020 foi o rapper porto-riquenho Bad Bunny, seguido por Drake e J Balvin, pelo falecido rapper Juice WRLD e The Weeknd.

Billie Eilish continua seu reinado como a artista feminina mais transmitida do Spotify pelo segundo ano consecutivo, e seu álbum “When We All Fall Asleep Where Do We Go” entrou na lista dos 10 álbuns mais transmitidos pelo segundo ano.

Taylor Swift, que lançou seu álbum “Folklore” em julho, é a segunda artista feminina mais ouvida de 2020. Ariana Grande, que lançou seu álbum “Positions” em outubro, vem em terceiro lugar; e Dua Lipa, que lançou seu álbum “Future Nostalgia” no início deste ano, é o quarto. Halsey, que lançou seu terceiro álbum de estúdio “Manic” em janeiro, ficou com o quinto lugar.

Ainda no Spotify, a música mais escutada de 2020 foi "Blinding Lights", do The Weeknd, com mais de 1,6 bilhão de streams. No segundo e terceiro lugares, respectivamente, estão "Dance Monkey", de Tones And I; e "The Box", de Roddy Ricch. A quarta música mais ouvida do ano foi "Roses - Imanbek Remix", de Imanbek e SAINt JHN; seguida por "Don't Start Now", de Dua Lipa.

O álbum mais escutado globalmente em 2020 foi “YHLQMDLG”, de Bad Bunny, que acumulou mais de 3,3 bilhões streams; seguido por The Weeknd com “After Hours” e o “álbum Hollywood’s Bleeding” de Post Malone.

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA