Anna Suav & Bruna BG lançam o álbum visual 'Ritual das Candeias'

O rap da dupla evidencia a força da mulher afro-amazônica com denúncias sociais, ancestralidade, espiritualidade, poesia e amor.

Enize Vidigal
fonte

Duas artistas num só grito. As rappers amazônidas Anna Suav e Bruna BG lançam o álbum visual conjunto “Ritual das Candeias”, produzido pelo Natura Musical. O conhecido trabalho das artistas que evidencia a realidade das mulheres, sobretudo das negras das periferias da Amazônia, é potencializado pela produção audiovisual. O projeto teve duas das sete faixas antecipadas, “Mercancías” e “Lábios Pretos”, e, na quarta-feira, 9, chega às plataformas de áudio na íntegra, acompanhado do videoclipe da faixa “Pulsão”, já disponível no Youtube das artistas.

As outras faixas também irão ganhar videoclipes nas próximas semanas, completando a narrativa do álbum visual: “Lamento”, que estreia no dia seguinte, quinta-feira, 10; “Las Jussaras” na quarta-feira, 16; enquanto “Levante” chega no dia 7 de dezembro; e “Que a Corrida Nos Leve Até o Paraíso”, no dia 14 subsequente.

Ouça aqui a partir da quarta-feira, 9,

“Nesse álbum visual a gente vem trazendo a força da mulher afro-amazônica. Eu que vim do Marajó, a Anna que vem de Manaus, a gente junta tudo isso, junta esses dois mundos para falar das nossas dores, da nossa ancestralidade, da nossa resistência. A gente quis trazer muito da nossa raiz, da nossa região”, destaca Bruna BG.

A dupla começou a cantar e a compor junto em 2018, quando Anna vinha do grupo Slam Dandaras do Norte e Bruna, do Clã do Norte, que se apresentavam na Batalha de São Brás. “O trabalho de cada uma complementa o da outra porque temos propostas diferentes, mas um propósito em comum, principalmente nesse projeto, que é dual e traz a identidade da Bruna junto da minha que se transforma numa identidade nossa. É muito prazeroso dividir essa trajetória com ela e aprender também no meio desse processo”, descreve Anna Suav.

A importância do território é ressaltada no título do projeto: o “Ritual das Candeias” costuma ser realizado em 13 de maio, Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo. Em Belém, o ritual costuma ser celebrado no Quilombo da República, na Praça da República, onde havia um cemitério de negros escravizados e a cerimônia é feita em memória desses ancestrais.

Álbum e clipes

Com direção musical de Dj Duh (Emicida, Marcello Gugu), as composições de Anna e Bruna com denúncias sociais, ancestralidade, apelos espirituais e declarações de amor envereda pelos gêneros do rap, com arranjos de R&B, afrobeat, rock e música regional, misturando a guitarras, beats, batuques e poesia.

O álbum teve as participações especiais da cantora amazonense Karen Francis em “Lábios Pretos” e da rapper maranhense Enme em música “Las Jussaras”. A produção foi do SJ Duh com Donloco e Davi Milion, o projeto foi gravado no estúdio Floresta Sonora, em Belém. O álbum começou a ser produzido ainda durante a pandemia e levou dois anos para ficar pronto. A mixagem e a masterização foram de Alejandra Luciani.

Os clipes foram gravados em diferentes locações de Belém, sob a direção de Anna Suav e de Xavier Amorim. “Para essa produção, a gente priorizou transmitir ao público a visualidade amazônica paraense. Essa ancestralidade do território é muito latente nessa produção. A gente procurou transmitir essa mensagem associada à nossa existência e à presença de outras mulheres negras que são referências pra gente”, conta Anna.

Música
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA