Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Brasileiro João Trevisan expõe obras nas pirâmides do Egito

Ele levará uma obra de seis metros, 'Missão, Visão e Impacto na Paisagem da Arte' na primeira mostra internacional Art D’Égypte intitulada 'Forever Is Now'

Camila Martins, especial para O Liberal

Pintor, escultor, licenciado em geografia e bacharel em direito, João Trevisan foi o único brasileiro escalado pelo curador/colaborador da exposição Simon Watson (NY - USA) para expor sua escultura, de seis metros, “Missão, Visão e Impacto na Paisagem da Arte” na primeira exposição internacional Art D’Égypte intitulada “Forever Is Now”, nas Pirâmides de Gizé e no planalto de Gizé ao redor do Cairo, Egito.

A obra ficará em exibição por três semanas, a partir de 21 de outubro a 7 de novembro. Antes, porém, agora em setembro, João Trevisan vai expor suas obras em uma individual na Galeria Raquel Arnaud (SP). Nascido em Brasília, o artista reside, atualmente, em São Paulo, mas já está arrumando as malas para fixar residência em Nova Iorque.

Trevisan ganhou notoriedade desde 2014 e foi indicado ao Prêmio Pipa (o mais relevante prêmio brasileiro de artes visuais) nos anos de 2019 e 2020. Entre suas mostras mais recentes estão Slag Gallery (New York, USA), Museu de Arte Sacra de São Paulo, além de compor parte de coleções públicas e privada no Brasil e no mundo.

Obra 'Corpo e Alma' (Body and Soul) exposta no Museu de Arte Sacra em São Paulo no ano passado (FSNOW/ Divulgação)

As obras de Trevisan exploram uma poética poderosa que envolve matéria, peso, leveza, articulação, equilíbrio e política, e traz parte da peregrinação de uma linha férrea, perto de sua casa em sua cidade natal.

Impulsionado pela força da passagem do trem em encontro com a estética, o artista visualiza pedaços de madeira rústica além de ferros, parafusos e fragmentos de metais, com os quais compõe esculturas na forma de grandes vigas de madeiras conectadas por dobradiças de ferro; uma pilha limpa em forma de ventilador de grandes parafusos industriais; e uma pilha de placas de ferro - todas com pátina de ferrugem avermelhada que ecoa as superfícies das pinturas, além de unir experiência em geografia e direito na construção precisa de um corpo.

MOSTRA

A exposição “Forever Is Now” reunirá 10 artistas e, entre os internacionais estão o russo Alexander Ponomarev; Gisela Colón, nascida em Porto Rico e radicada nos Estados Unidos; o francês JR; o ítalo-americano Lorenzo Quinn; os egípcios Moataz Nasr e Sherin Guirguis, ela, residente em Los Angeles; os britânicos Shuster + Moseley e Stephen Cox RA e o saudita SAR Príncipe Sultan Bin Fahad.

Exposição vai unir obras contemporâneas ao cenário histórico do Egito (Divulgação)

“Eu estava em Nova Iorque, no início da pandemia, quando recebi o telefonema de Nadine Ghaffar, fundadora do Art D’Égypte, para ajudá-la no conceito e na internacionalização da exposição. E assim, convidei João Trevisan, JR, Bin Fahad e Gisela Colon, que formam uma meditação sobre nosso futuro coletivo”, conta Simon Watson - curador/colaborador da mostra.

“Forever is Now” está sob a responsabilidade do Ministério do Turismo e Antiguidades do Ministério das Relações Exteriores do Egito e da Unesco – pois os monumentos no Egito sobrevivem como patrimônio mundial em proteção e promoção da diversidade das expressões culturais que representam a fusão da herança antiga e da arte contemporânea.

“Os artistas também verão a grande arte do antigo reino, como as estátuas de Himiuno, o arquiteto da pirâmide de Khufu e outras estátuas importantes, que descobri em Gizé, como a estátua do sacerdote Kay e a estátua do anão. Os artistas ficarão em frente às pirâmides e lembrarão as portas secretas que encontrei dentro da pirâmide de Khufu. Além, das tumbas dos construtores das pirâmides e os túneis secretos encontrados dentro da Esfinge. Finalmente acredito que cada artista que vier ao Egito entrará com seus nomes cobertos de ouro na história”, finaliza o Dr. Zahi Hawass, arqueólogo, egiptólogo e um dos conselheiros da mostra.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA