Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ativista brasileiro sobre público recriminar Karol Conká e adorar vilã ‘Carminha’: ‘Seletividade’

A tweet de Preto Zezé gerou muitas polêmicas nas redes sociais na tarde de hoje

Redação Integrada

Ao sair em defesa de Karol Conká, o atual presidente global da Central Única das Favelas (CUFA), Preto Zezé, gerou uma grande polêmica nas redes sociais, na tarde desta quarta-feira (10). O ativista brasileiro disse não entender a seletividade das  pessoas que adoram a Carminha, vilã interpretada por Adriana Esteves, e são capazes de odiar a rapper. 

“O Brasil  é interessante demais: de um lado ele adora a Carminha que é ícone até hoje. No outro ele odeia Karol! Quem explica e esta seletividade ? Quais as motivações pra uma virar ídola e a outra vilã?”, perguntou o produtor artístico, no Twitter, mas logo em seguida ele apagou o tweet.

Em resposta ao questionamento de Zezé, um internauta disse que ‘a carminha é um personagem fictício. a karol não é um personagem’. Logo em seguida, o empreendedor rebateu: “Tendi. Então transformar pessoas com comportamentos reprováveis  em ícones pode desde que seja ficção”.

 

 

“Personagens se tornam ícones pela atuação do artista. Não pelo personagem em si. As pessoas têm consciência que é uma atuação. que ninguém ali tá se machucando de fato. É totalmente descolado de comparar com algo real, que causa dores reais em pessoas reais. É assimétrico”, disse um seguidor, apontando indiretamente as atitudes que Conká tem com os outros participantes do ‘BBB 21’. 

 

 

“No BBB então as pessoas são verdadeiras , segundo sua análise. Eu acho a falsidade regra geral. E que todo mundo finge algo”, afirma o presidente global do CUFA.

 

 

Confira a repercussão:

 

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA