Versos do Futebol

Por Carlos Fellip

O ritmo e as rimas do mundo poético que mora o futebol. Coluna assinada por Carlos Fellip, editor Executivo de O Liberal e jornalista formado há 10 anos, com experiência no jornalismo esportivo e de atualidades. Ganhou prêmio de Jornalismo do MPT e cobriu Seleção Brasileira em Belém.

Saudade: o time vai e o torcedor fica

Carlos Fellip

De vestir sua camisa
De içar sua bandeira
De vibrar na sua torcida
De aplaudir sua destreza

Que saudade daquele tempo
Que, infelizmente, não volta mais
Foste embora com o vento
Deixaste poeira para trás

Onde estão os teus troféus?
Onde está tua alegria?
Com conquistas, foste ao céu
Mas te enterraram a galeria

Como era bom ser campeão
E mostrar a todos aquele orgulho
Que transbordava o coração
Que hoje bate só no escuro

Mas tua memória foi guardada
Tuas cores seguem a me cativar
Tua existência não foi por nada
Agora é meu dever te cultivar

Falo de ti para os meus filhos
Como era grande teu pavilhão
Sei que eles devem torcer por outros
Mas a ti sempre terão admiração

Não sei o hoje, nem o amanhã
Só sei que um dia também vou partir
Mas tua bandeira está guardada
Para, pela última vez, me cobrir

A ti, canto o meu amor
Só alegrias soube guardar
Porque, de ti, sou torcedor
E, contigo, vou me eternizar

Versos do Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM VERSOS DO FUTEBOL